Fórum Monergismo.com
Outubro 25, 2014, 11:31:41 *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias: Ouça a Rádio IPB:

http://www.ipb.org.br/
 
   Home   Ajuda Pesquisa Login Registrar  
Páginas: [1]
  Imprimir  
Autor Tópico: O varão valoroso!  (Lida 2538 vezes)
Neto
Super Moderador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 3027


"O povo... viu uma grande luz" Is 9.2 e Mt 4.16


« : Janeiro 19, 2011, 08:15:58 »

Olá irmãos!

Estou com umas dúvidas com relação à história de Gideão, e gostaria que me ajudassem. Princilpalmente em Juízes 8.

Gideão estava perseguindo dois reis, e em uma parada tinha pedido pão para os habitantes de Sucote. E estes zombaram dele. No verso 7, Gideão diz, em resposta: "Pois quando o SENHOR der na minha mão a Zeba e a Salmuna, trilharei a vossa carne com os espinhos do deserto, e com os abrolhos."
Na volta, vitorioso Gideão "tomou os anciãos daquela cidade, e os espinhos do deserto, e os abrolhos; e com eles ensinou aos homens de Sucote."

1- Se eu entendí bem, Gideão prometeu que rasgaria a carne deles com os espinhos do deserto?
Se for isso mesmo, o homem era muito bruto!  Língua


No verso 23, Gideão dá uma lição de fé ao povo. Este pediu para que Gideão dominasse sobre Israel. E Gideão responde: "Sobre vós eu não dominarei, nem tampouco meu filho sobre vós dominará; o SENHOR sobre vós dominará."

Mas, logo em seguida, Gideão pede (SEI LÁ PORQUE!) os pendentes das sobras da guerra aos homens. E com eles faz um éfode! (Verso 27)

"E fez Gideão dele um éfode, e colocou-o na sua cidade, em Ofra; e todo o Israel prostituiu-se ali após ele; e foi por tropeço a Gideão e à sua casa."

O éfode era a roupa sacerdotal (Êxodo 28).

2-Minha pergunta é: Porque Gideão faria isso? Estava querendo ELE ser um sacerdote? E como ele fez com que o Israel se prostituisse após ele? Estaria ele oferecendo sacrificios em sua própria casa? ? ?

Mas isso fica estranho se pegarmos o verso 33, pois alí diz "E sucedeu que, como Gideão faleceu, os filhos de Israel tornaram a se prostituir após os baalins; e puseram a Baal-Berite por deus."

Dá a impressão que Israel estava sendo fiel até a morte de Gideão. Como então no verso 27 diz que Gideão fez Israel prostituir? Será que Gideão cometeu outro tipo de prostituição, querendo se auto-declarar sacerdote, mas o povo não cometia idolatria descarada com outros deuses, e após sua morte o povo se lançou na idolatria?
Registrado

“A vida má não causa grande dano a não ser a si mesma, mas o ensinamento errado é o maior mal neste mundo, porque leva multidões de almas ao inferno. Não estou preocupado se és bom ou mau, mas eu atacarei teu ensinamento venenoso e mentiroso que contradiz a palavra de Deus.”
Martinho Lutero!
Portella
Membro Emérito
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 1076



« Responder #1 : Janeiro 19, 2011, 09:20:34 »

Bom dia, Neto!

Rapaz, você está lendo um dos livros mais tristes de todas as Escrituras.

Juízes é o livro que mostra a verdadeira natureza da maioria dos descendentes físicos de Abraão, Isaque e Jacó: eles eram apóstatas. Os homens recebiam o "sinal da aliança", eram obrigados a viver exteriormente de acordo com com a lei de Deus, participavam do culto divino, ofereciam sacrifícios, mas interiormente eram rudes, podres e imundos, como qualquer outro ser dominado pelo pecado e inimigo de Deus.

Este livro é o "raio-x" espiritual do Israel perpetuamente oposto a Deus. (Apenas o "remanescente" permanece fiel.) Jeová levanta homens para executarem seu juízo contra os inimigos extermos e internos. Apenas isso. Quase nenhum deles é fiel e ou tem um padrão alto de moralidade. A inclusão deles em Hebreus 8 só diz respeito a fato de terem sido usados por Deus (e a ênfase é "pela fé"). Gideão, Sansão e Jefté são exemplos nítidos disso.

Portanto, não se escandalize com as atrocidades e idiotices que esses homens realizaram. Tendo sido salvos, eles o foram da mesma forma que nós: por pura e simples benignidade imerecida (graça) da parte de Jeová. (Esses episódios escancarados da vida de cada um deles serve para destacar a graça suficiente para todo e qualquer pecador...)

Assim, passemos às suas perguntas:

Citar
1- Se eu entendí bem, Gideão prometeu que rasgaria a carne deles com os espinhos do deserto? Se for isso mesmo, o homem era muito bruto!

Sim. Sem dúvida.

Citar
2-Minha pergunta é: Porque Gideão faria isso? Estava querendo ELE ser um sacerdote? E como ele fez com que o Israel se prostituisse após ele? Estaria ele oferecendo sacrificios em sua própria casa?


A razão maior é uma das frases mais repetidas em Juízes: "E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia a Jeová, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel. Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos de Jeová; e serviram aos baalins" (2.10,11).

Aparentemente, o éfode estava sendo usado como objeto de culto, de veneração. Como não há muitos detalhes, é difícil dizer exatamente o que acontecia. No entanto, Gideão os desencaminhou com essa prática.

Releia os textos. Em momento algum o povo é fiel. A obediência de Israel era temporária, motivada pela libertação provida.

Falô? Inté.

 
« Última modificação: Janeiro 19, 2011, 09:29:34 por Portella » Registrado
Neto
Super Moderador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 3027


"O povo... viu uma grande luz" Is 9.2 e Mt 4.16


« Responder #2 : Janeiro 19, 2011, 11:46:19 »

Falô? Inté.

Falô tudo!  Sorriso forçado

Muito obrigado pela resposta, Portella!

Realmente é muito triste (e às vezes confuso!) ler este livro.

Sansão por exemplo, não é exemplo de vida cristã nunca!  Língua Somente se pegarmos o que ele fez como exemplo do que não devemos fazer. Ou se refletirmos no seu arrependimento.

PS: apenas discordo com relação ao éfode. Lembra-se de um rei (Uzias - 2 Cr 26) que ficou tremendamente orgulhoso, e quis acender incenso no Templo? Creio ser quase a mesma situação. Gideão deve ter se exaltado, se achado "o tal", e desejou ser um tipo de "sacerdote"... Pelo menos é a impressão que se pode tirar.

Mas não creio que o éfode foi criado por ele para ser adorado, como um ídolo.


Rapaz, você está lendo um dos livros mais tristes de todas as Escrituras.
Agora você me assustou. Como sabia que eu estava lendo este livro?  Chocado
Registrado

“A vida má não causa grande dano a não ser a si mesma, mas o ensinamento errado é o maior mal neste mundo, porque leva multidões de almas ao inferno. Não estou preocupado se és bom ou mau, mas eu atacarei teu ensinamento venenoso e mentiroso que contradiz a palavra de Deus.”
Martinho Lutero!
Portella
Membro Emérito
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 1076



« Responder #3 : Janeiro 19, 2011, 12:45:30 »

PS: apenas discordo com relação ao éfode. Lembra-se de um rei (Uzias - 2 Cr 26) que ficou tremendamente orgulhoso, e quis acender incenso no Templo? Creio ser quase a mesma situação. Gideão deve ter se exaltado, se achado "o tal", e desejou ser um tipo de "sacerdote"... Pelo menos é a impressão que se pode tirar.

Mas não creio que o éfode foi criado por ele para ser adorado, como um ídolo.

Com toda a razão, Neto. Eu sei o que é um éfode, mas respondi como se a referência fosse a um ídolo. (Desculpe-me pela vergonha que passei...)

Citar
Agora você me assustou. Como sabia que eu estava lendo este livro?

Suas perguntas só poderiam ser formuladas por alguém que está seguindo o texto.

Abraço e inté.
Registrado
Neto
Super Moderador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 3027


"O povo... viu uma grande luz" Is 9.2 e Mt 4.16


« Responder #4 : Janeiro 19, 2011, 01:30:56 »

PS: apenas discordo com relação ao éfode. Lembra-se de um rei (Uzias - 2 Cr 26) que ficou tremendamente orgulhoso, e quis acender incenso no Templo? Creio ser quase a mesma situação. Gideão deve ter se exaltado, se achado "o tal", e desejou ser um tipo de "sacerdote"... Pelo menos é a impressão que se pode tirar.

Mas não creio que o éfode foi criado por ele para ser adorado, como um ídolo.

Com toda a razão, Neto. Eu sei o que é um éfode, mas respondi como se a referência fosse a um ídolo. (Desculpe-me pela vergonha que passei...)
Não precisa pedir desculpas, não é vergonha nenhuma, acontece.  Piscar

2.328 dúvidas tiradas e ajudas dadas contra 1 equívoco... Acho que você está com o saldo positivo! rs  Sorriso forçado

Citar
Agora você me assustou. Como sabia que eu estava lendo este livro?

Suas perguntas só poderiam ser formuladas por alguém que está seguindo o texto.

Abraço e inté.

Você é o Sherlocke e a irmã Vania o Watson!  Sorriso forçado
Registrado

“A vida má não causa grande dano a não ser a si mesma, mas o ensinamento errado é o maior mal neste mundo, porque leva multidões de almas ao inferno. Não estou preocupado se és bom ou mau, mas eu atacarei teu ensinamento venenoso e mentiroso que contradiz a palavra de Deus.”
Martinho Lutero!
Portella
Membro Emérito
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 1076



« Responder #5 : Janeiro 19, 2011, 03:30:55 »

Neto,

Citar
Com toda a razão, Neto. Eu sei o que é um éfode, mas respondi como se a referência fosse a um ídolo.

Fiquei me perguntando como ocorreu esse ato falho... Acho que já descobri. Minha memória recorreu ao que li há alguns anos no comentário de John Gill:

Judges 8:27

Ver. 27. And Gideon made an ephod thereof -- That is, of some of this gold; for such a quantity could never have been expanded on an ephod only, even taking it not for a linen ephod, but such an one as the high priest wore, made of gold, of blue, purple, and scarlet, and fine twined linen, with curious work, together with a curious girdle of the same work; unless we suppose such a breastplate with it, of twelve precious stones, as Aaron had; and with little images of seraphim or cherubim in it, as Dr. Spencer thinks {i}. The Jewish commentators generally understand this ephod to be made as a memorial of the great salvation God had wrought by his hands for Israel, and of the wonderful things done by him; so Jarchi, Kimchi, and Ben Gersom; but such a garment, whether worn by him, or hung up in some certain place, seems not so proper and pertinent to perpetuate the memory of his victories, as a monument or pillar would have been; it looks therefore more likely to be done with a religious view, which afterwards was perverted to superstitious uses; and whereas Gideon had built an altar already by the command of God, and had sacrificed upon it, he might think himself authorized as a priest, and therefore provided this ephod for himself; or however for a priest he might think of taking into his family, and so use it as an oracle to consult upon special occasions, without going to Shiloh, the Ephraimites having displeased him in their rough expostulations with him; and so R. Isaiah interprets it of a kind of divination or oracle which gave answers:

and put it in his city, even in Ophrah; hung it up in some proper place as a monument of his victories, as is generally thought; or in a structure built on purpose for it, to which he might resort as to an oracle:

and all Israel went thither a whoring after it: made an idol of it and worshipped it, and so committed spiritual fornication, which is idolatry. Some render it, "after him" {k}; not after the ephod, but after Gideon; that is, after his death, so Jarchi; no ill use was made of it in Gideon's time, though he cannot be altogether excused from sin and weakness in making it; but after his death it was soon made an ill use of:

which thing proved a snare to Gideon and to his house; it was a snare to him if he consulted it as an oracle, which could not be without sin, since the only Urim and Thummim to be consulted were in the breastplate of the high priest at the tabernacle; and it was what led his family into idolatry, and was the ruin of it, as well as it reflected great discredit and disgrace upon so good and brave a man: some read the words {l}: "to Gideon, that is, to his house"; or family; he being so good a man himself, it is not thought that he could be ensnared into idolatry itself; though it is apparent that men as wise and as good have fallen into it, as particularly Solomon.

{i} De leg. Heb. l. 3. c. 3. Dissert. 7. sect. 5. {k} aharayw "post ipsum", Vatablus. {l} So Junius & Tremellius, Noldius, p. 280. No. 1205.

---------------------------------

Além disso, o termo éfode aparece alistado entre objetos pagãos idolátricos em Juízes:

"E teve este homem, Mica, uma casa de deuses; e fez um éfode e terafins, e consagrou um de seus filhos, para que lhe fosse por sacerdote"  (Jz 17.5).

Então responderam os cinco homens, que foram espiar a terra de Laís, e disseram a seus irmãos: Sabeis vós também que naquelas casas há um éfode, e terafins, e uma imagem de escultura e uma de fundição? Vede, pois, agora o que haveis de fazer” (Jz 18.14).
 
“Porém subindo os cinco homens, que foram espiar a terra, entraram ali, e tomaram a imagem de escultura, o éfode, e os terafins, e a imagem de fundição, ficando o sacerdote em pé à entrada da porta, com os seiscentos homens que estavam munidos com as armas de guerra. Entrando eles, pois, em casa de Mica, e tomando a imagem de escultura, e o éfode, e os terafins, e a imagem de fundição, disse-lhes o sacerdote: Que estais fazendo? E eles lhe disseram: Cala-te, põe a mão na boca, e vem conosco, e sê-nos por pai e sacerdote. É melhor ser sacerdote da casa de um só homem, do que ser sacerdote de uma tribo e de uma família em Israel? Então alegrou-se o coração do sacerdote, e tomou o éfode, e os terafins, e a imagem de escultura; e entrou no meio do povo” (Jz 18.17-20).

---------------------------------

Também se lê na Bíblia de estudo NVI: "[Juízes] 8.27 manto sacerdotal. Às vezes se refere a uma veste sagrada associada ao sacerdócio (Êx 28.6-30; 39.2-26; Lv 8.7), e em outras ocasições trata-se de um objeto pagão associado a ídolos (17.5; 18.14,17)".

E na Bíblia anotada expandida: "Não se sabe ao certo qual era a forma dessa estola sacerdotal, mas fica claro que ela se tornou um objeto de idolatria".
« Última modificação: Janeiro 19, 2011, 03:32:27 por Portella » Registrado
Páginas: [1]
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.13 | SMF © 2006-2009, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!