Fórum Monergismo.com
Outubro 30, 2014, 12:09:58 *
Bem-vindo, Visitante. Por favor faça o Login ou Registro.

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias: Ouça a Rádio IPB:

http://www.ipb.org.br/
 
   Home   Ajuda Pesquisa Login Registrar  
Páginas: [1]
  Imprimir  
Autor Tópico: Jesus Secou a Figueira?  (Lida 17799 vezes)
Roberto de Carvalho
Visitante
« : Março 05, 2010, 04:58:00 »

Mateus 21
19 - Avistando uma figueira à beira do caminho, dirigiu-se a ela, mas não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti.E a figueira secou imediatamente.

A Paz, queridos irmãos.
Por que Jesus secou a figueira? Sendo que em Marcos 11:13 diz que não era tempo de figos. Jesus deveria saber... sendo autor da criação, só em olha-la de longe!!! Ele poderia fazê-la encher-se de figos, quando perto chegou e constatou-a sem frutos. Enfim... qual o mistério desta passagem?
Registrado
Ednaldo
Eclesia carismanda!!!
Administrador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 4692


"Apenas barro nas mãos do oleiro"


WWW
« Responder #1 : Março 05, 2010, 09:55:38 »

Paz Roberto,

Realmente nesta passagem há um mistério que muitas vezes passa desapercebido. A nossa grande dificuldade em interpretação bíblica é a de colocar de lado o desejo de "interpretar" um versículo, ou até mesmo alguns versículos, fora do contexto em que está - estão - inseridos.

Jesus com este ato, desejava passar a seus discípulos uma lição muito profunda, que podemos resumir em uma única frase "que a sua fé em Deus não seja algo apenas de aparência".

Vamos nos ater a figueira, uma das dificuldades de compreenção se dá por desconhecermos a relação entre frutos e folhas da figueira, coisa corriqueira numa cultura agrícola como era a do antigo oriente próximo, mais especificamente da Palestina, alguns dizem que os primeiros brotos de frutos da figueira aparecem dois meses antes das folhas, portanto, mesmo não sendo época de figos, a figueira já aparentava maturidade suficiente para mesmo fora de época, possuir frutos! Cristo olha de um lado, olha de outro e só vê folhas, nenhum fruto, então lança uma maldição sobre a figueira que o "ENGANOU" com sua aparência.

Pois bem, até aqui tudo bem, mas será que não podemos nos aprofundar um pouco mais? Certamente, vamos um pouco mais fundo. Esta passagem se encontra entre a entrada triunfalde Cristo em Jerusalém e a purificação do Templo, (em Marcos a purificação acontece antes, mas nada impede que Cristo tenha feito isto duas vezes), o fato é que Cristo estava decepcionado com o que viu no Templo, e usa a figueira como um exemplo para seus discípulos.

Em Marcos 11.22 Jesus diz "Tende fé em Deus", isso porque os judeus não a tinham mais, o culto era um culto de aparência, pois a "casa de oração para todos os povos' havia sido transformada em "covil de ladrões e salteadores". Jesus ainda diz em Marcos 11.25-26 "E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.", o que isso tem de relação com a figueira? Tudo, pois Jesus está se referindo as orações dos holocaustos perpetuos (i.e., sacrificio da manhã e da tarde, cf. Nm. 29), onde as pessoas se reuniam no pátio do Templo para pedirem por misericordia a Deus, mas muitos estavam com o coração amargurado pelas ofensas dos outros, outros eram ofensores impenitentes.

Outra coisa que nos chama àtenção é o registro feito por Lucas, "peraí Lucas não registrou a maldição da figueira". Eu sei, mas Lucas registrou palavras de Cristo que nos abrem um pouco mais os olhos nesse caso, elas são " E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela, dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos. Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados; E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação." (cf. Lc. 19:41-44), importante notar duas frases de Cristo "Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.", os judeus achavam que estavam de bem com Deus, mas não estavam. A outra é "E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação", aqui Jesus explica o porque da maldição sobre Jerusalém, Jesus veio a Jerusalém buscando fruto e só achou folhas.

A lição nesta passagem é a de que uma vida de aparência piedosa não engana a Deus, podemos até enganar os homens, podemos produzir "cultos" para "inglês ver", porém Deus procura verdadeiros adoradores que O adorem em espírito e em verdade.

Para fechar "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." Gl 6.7
Registrado

Deus é Amor, Cristo a Verdade, logo Amor e Verdade andam juntos
Non enim possumus aliquid adversus veritatem sed pro veritate
Roberto de Carvalho
Visitante
« Responder #2 : Março 05, 2010, 04:30:46 »

Irmão Ednaldo,
Que Deus, vos abençõe e vos multiplique a sabedoria!!!
Agradeço-te, pela pronta antenção às minhas indagações. Pelo que satisfiz em parte (Quase que totalmente) minhas dúvidas.
- Aquela observação cronológica entre Mateus e Marcos seria minha próxima pergunta, no que o Irmão, de pronto, sabiamente já me alertou.
- Seria correto, interpretar ou pregar também, o secar da figueira, como uma demonstração de força por Jesus, naqueles últimos dias (Próximo ao período das dores)? Jesus tinha poder e manifestou-o na figueira, deixando claro que, se secou uma figueira, poderia descer da cruz, exterminar os soldados que vieram buscá-lo, enfim, por analogia dizer, que tudo o que viria, seria suportado por amor à humanidade, não por falta de poder!!! Como observado por Pedro em Marcos 11:21 e Mateus 21:21

A Paz.

Registrado
Ednaldo
Eclesia carismanda!!!
Administrador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 4692


"Apenas barro nas mãos do oleiro"


WWW
« Responder #3 : Março 05, 2010, 04:45:25 »

Irmão Ednaldo,
Que Deus, vos abençõe e vos multiplique a sabedoria!!!
Agradeço-te, pela pronta antenção às minhas indagações. Pelo que satisfiz em parte (Quase que totalmente) minhas dúvidas.
- Aquela observação cronológica entre Mateus e Marcos seria minha próxima pergunta, no que o Irmão, de pronto, sabiamente já me alertou.
- Seria correto, interpretar ou pregar também, o secar da figueira, como uma demonstração de força por Jesus, naqueles últimos dias (Próximo ao período das dores)? Jesus tinha poder e manifestou-o na figueira, deixando claro que, se secou uma figueira, poderia descer da cruz, exterminar os soldados que vieram buscá-lo, enfim, por analogia dizer, que tudo o que viria, seria suportado por amor à humanidade, não por falta de poder!!! Como observado por Pedro em Marcos 11:21 e Mateus 21:21

A Paz.

Paz irmão Roberto,

Quanto a sua pergunta, "Seria correto, interpretar ou pregar também, o secar da figueira, como uma demonstração de força por Jesus, naqueles últimos dias (Próximo ao período das dores)?", o que posso dizer é que não seria nenhuma heresia partir para este ponto de vista, principalmente por ter acontecido na semana da crucificação.
Registrado

Deus é Amor, Cristo a Verdade, logo Amor e Verdade andam juntos
Non enim possumus aliquid adversus veritatem sed pro veritate
Raniere Menezes
Membro Emérito
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 4626



« Responder #4 : Março 05, 2010, 07:08:24 »

Mateus 21
19 - Avistando uma figueira à beira do caminho, dirigiu-se a ela, mas não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti.E a figueira secou imediatamente.

A Paz, queridos irmãos.
Por que Jesus secou a figueira? Sendo que em Marcos 11:13 diz que não era tempo de figos. Jesus deveria saber... sendo autor da criação, só em olha-la de longe!!! Ele poderia fazê-la encher-se de figos, quando perto chegou e constatou-a sem frutos. Enfim... qual o mistério desta passagem?

Quero trazer uma perspectiva diferente para esse texto.

Até a Bíblia de Estudo de Genebra, que é amilenista, na interpretação dessa passagem é puramente PRETERISTA. Assim ela diz:

"Mateus condensa um incidente que teve lugar em dois dias separados (cf. Mc 11.12-14, 20-26). A ligação destes incidentes com a purificação do templo sugere o IMINENTE CASTIGO DE DEUS SOBRE ISRAEL, pela destruição da cidade e do templo [no ano 70 d.C.] (Jr 24.1-8)".

Jeremias 24.1-8:

1 Fez-me ver o SENHOR, e vi dois cestos de figos postos diante do templo do SENHOR, depois que Nabucodonosor, rei da Babilônia, levou em cativeiro a Jeconias, filho de Jeoaquim, rei de Judá, e os príncipes de Judá, e os artífices, e os ferreiros de Jerusalém e os trouxe à Babilônia.
2  Tinha um cesto figos muito bons, como os figos temporãos; mas o outro, ruins, que, de ruins que eram, não se podiam comer.
3  Então, me perguntou o SENHOR: Que vês tu, Jeremias? Respondi: Figos; os figos muito bons e os muito ruins, que, de ruins que são, não se podem comer.
4  A mim me veio a palavra do SENHOR, dizendo:
5  Assim diz o SENHOR, o Deus de Israel: Do modo por que vejo estes bons figos, assim favorecerei os exilados de Judá, que eu enviei deste lugar para a terra dos caldeus.
6  Porei sobre eles favoravelmente os olhos e os farei voltar para esta terra; edificá-los-ei e não os destruirei, plantá-los-ei e não os arrancarei.
7  Dar-lhes-ei coração para que me conheçam que eu sou o SENHOR; eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus; porque se voltarão para mim de todo o seu coração.
8  Como se rejeitam os figos ruins, que, de ruins que são, não se podem comer, assim tratarei a Zedequias, rei de Judá, diz o SENHOR, e a seus príncipes, e ao restante de Jerusalém, tanto aos que ficaram nesta terra como aos que habitam na terra do Egito.

Marcos 11 [perceba o desencadeamento dos fatos, Cristo amaldiçou a figueira, purificou o templo e avistaram a figueira novamente] :


11  E, quando entrou em Jerusalém, no templo, tendo observado tudo, como fosse já tarde, saiu para Betânia com os doze.
12 No dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome.
13  E, vendo de longe uma figueira com folhas, foi ver se nela, porventura, acharia alguma coisa. Aproximando-se dela, nada achou, senão folhas; porque não era tempo de figos.
14  Então, lhe disse Jesus: Nunca jamais coma alguém fruto de ti! E seus discípulos ouviram isto.
15  E foram para Jerusalém. Entrando ele no templo, passou a expulsar os que ali vendiam e compravam; derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas.
16  Não permitia que alguém conduzisse qualquer utensílio pelo templo;
17  também os ensinava e dizia: Não está escrito: A minha casa será chamada casa de oração para todas as nações? Vós, porém, a tendes transformado em covil de salteadores.
18  E os principais sacerdotes e escribas ouviam estas coisas e procuravam um modo de lhe tirar a vida; pois o temiam, porque toda a multidão se maravilhava de sua doutrina.
19  Em vindo a tarde, saíram da cidade.
20  E, passando eles pela manhã, viram que a figueira secara desde a raiz.


Em Mateus 24 temos a iluminação de um poderoso farol. Aí está a figueira seca!

Registrado
Ednaldo
Eclesia carismanda!!!
Administrador
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 4692


"Apenas barro nas mãos do oleiro"


WWW
« Responder #5 : Março 06, 2010, 10:28:33 »

Na verdade sua perspectiva não é diferente é complementar.  Piscar

Uma coisa que me chama a atenção é como os dispensacionalistas que são "literalistas", mas apenas quando lhes interessa é claro, não atentam para as palavras de Cristo onde Ele diz "NUNCA mais nasça fruto de ti", pois acreditam que israel ainda frutificará mediante a reimplantação do culto judaico, culto este abominável a Deus depois do sacrifício de Cristo, pois seria o equivalente a crucificar novamente o Filho de Deus, e expô-lo ao vitupério.
Registrado

Deus é Amor, Cristo a Verdade, logo Amor e Verdade andam juntos
Non enim possumus aliquid adversus veritatem sed pro veritate
Raniere Menezes
Membro Emérito
Membro Ninja Master
******
Offline Offline

Mensagens: 4626



« Responder #6 : Março 06, 2010, 11:31:26 »

Na verdade sua perspectiva não é diferente é complementar.  Piscar

Uma coisa que me chama a atenção é como os dispensacionalistas que são "literalistas", mas apenas quando lhes interessa é claro, não atentam para as palavras de Cristo onde Ele diz "NUNCA mais nasça fruto de ti", pois acreditam que israel ainda frutificará mediante a reimplantação do culto judaico, culto este abominável a Deus depois do sacrifício de Cristo, pois seria o equivalente a crucificar novamente o Filho de Deus, e expô-lo ao vitupério.


É, acho que um dos pontos mais fracos do dispensacionalismo é a restauração dos sacrifícios de animais no templo (também restaurado).
Registrado
Roberto de Carvalho
Visitante
« Responder #7 : Março 08, 2010, 05:14:30 »

Queridos Irmãos,

Ainda dentro do contexto da figueira seca, observei que tanto em Mateus como em Marcos, fica evidenciada a relação da ação de Jesus à fortíssima manifestação de fé. Encontramos inclusive, aquela  famosa pérola do “Mover os montes”, que todos conhecem!
Registrado
Páginas: [1]
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Powered by SMF 1.1.13 | SMF © 2006-2009, Simple Machines LLC XHTML 1.0 Válido! CSS Válido!