Vida Cristã

12 de setembro de 2012
 

A Paidéia no Novo Testamento

Mais artigos de »
Escrito por: Hermisten Maia
Tags:

Dentro da Antropologia bíblica, homem e mulher foram criados à imagem e semelhança de Deus (Gn 1.26-27). Os termos imagem e semelhança usados no texto de Gênesis, são entendidos como sinônimos, sendo empregados para se referirem, de forma enfática, ao ser humano como um todo, com todas as suas características essenciais; uma “verdadeira imagem”. Portanto, as duas palavras são simplesmente explicativas uma da outra; uma define a outra, denotando uma semelhança exata, correspondendo ao original divino.

Assim sendo, o homem e mulher não foram feitos da mesma substância de Deus, apenas foram-lhe concedidos alguns de Seus atributos.

A imagem e semelhança refletem em Adão, características próprias através das quais ele poderia relacionar-se consigo mesmo, com o mundo e com Deus. A imagem de Deus é uma precondição essencial para o seu relacionamento com Deus, e expressa, também, a sua natureza essencial: o homem é o que é por ser a imagem de Deus: não existiria humanidade senão pelo fato de ser a imagem de Deus; esta é a nossa existência autêntica e toda inclusiva. A imagem de Deus não é algo colado ou anexado a nós podendo ser tirado ou recolocado. Antes, é algo essencial ao nosso ser. Portanto, o homem não simplesmente possui a imagem de Deus, como algo externo ou acessório, antes, ele é a própria imagem de Deus.

Uma das características do homem como imagem de Deus é a personalidade: O homem foi criado como um ser pessoal que tem consciência e determinação própria; diferentemente de todos os outros animais, faz distinção entre o eu, o mundo e Deus; daí a capacidade de se relacionar com Deus (Gn 3.8-14) e com seu semelhante (Gn 3.6), podendo entender a vontade de Deus, fazer-se entender e avaliar todas as coisas. (Gn 1.28-30; 2.18,19).

As Escrituras também falam da desobediência de nossos primeiros pais, conduzindo-os à morte espiritual, o afastamento de Deus, perdendo assim, o discernimento espiritual. O homem não deixou de ser imagem de Deus, contudo, esta imagem ficou obscurecida, distorcida. Assim, a mensagem veterotestamentária aponta para o Novo Testamento, para aquele que restauraria a imagem de Deus no homem: Jesus Cristo.

Faça o Download (arquivo PDF)



Sobre o Autor

Hermisten Maia




 
 

 

Cura e a soberania de Deus

Quando cristãos se referem à soberania de Deus no contexto de milagres de cura, em geral é para explicar o por quê curas raramente ou mesmo nunca acontecem — para eles.
por Vincent Cheung
 

 
 

No princípio Deus

“No princípio Deus”. As três primeiras palavras da Bíblia são mais que uma introdução à história da criação ou ao livro de Gênesis. Elas fornecem a chave que abre a nossa compreensão da Bíblia como um todo, rev...
por John Stott
 

 
 

Beleza imperecível

Há algum tempo um leitor deste site perguntou se eu poderia responder a uma preocupação de sua vida. Ele estava cortejando uma moça e começando a pensar em casamento, mas de repente descobriu que não se sentia mais atra...
por Tim Challies
 

 

 

Deus usa os bostas!

Perdão pelo título desse artigo, mas poderíamos negar essa afirmação? Deus usa os bostas, caro leitor! Pensemos nos primórdios do cristianismo. Como se deu o seu avanço? Era um movimento obscuro, marginal, com ninguém i...
por Felipe Sabino
 

 
 

Luz do Mundo

O uso do termo luz na Escritura é muito rico. O termo é usado para descrever o próprio Deus e enfatizar a sua santidade e justiça. “Deus é luz, e não há nele treva nenhuma” (1 João 1.5). O Senhor é o “Pai das luz...
por Brian Schwertley
 

 
 

Sexo, Namoro e Relacionamentos

Ontem à noite, minha esposa e eu nos sentamos e fizemos uma contagem aproximada do número de casais que conhecemos e passaram pelo namoro e noivado. É um bom número de amigos, familiares e membros da nossa igreja. Então pe...
por Tim Challies