Casamento e Família

Quão Longe é Muito Longe?

By 22 de maio de 2013 No Comments

Num momento ou outro, todo mundo já fez ou precisou responder as seguintes perguntas: Quando se trata do componente físico de um relacionamento de namoro, quão longe é muito longe? Podemos dar as mãos? Podemos beijar? Podemos ir além de um beijo? Deveríamos explorar o relacionamento físico um pouco mais, a fim de nos assegurar que somos compatíveis?

Estou acostumado a dar a resposta fácil: “Não é quão longe podemos ir, mas quão santos podemos ser. Você está fazendo todas as perguntas erradas!”. Isso pode me fazer sentir inteligente e um tanto piedoso, mas não é uma resposta exatamente satisfatória ou útil.

Em seu livro Sex, Dating, and Relationships: A Fresh Approach [Sexo, namoro e relacionamentos: uma nova abordagem], Gerald Hiestand e Jay Thomas oferecem uma resposta. Eles estão cientes da longa história de respostas legalistas e muitas abordagens falaciosas e baseadas no medo, que têm mais a ver com evitar doenças sexualmente transmissíveis e gravidez não planejadas do que buscar a santidade. Eles não querem criar uma nova lei, mas extrair uma implicação do significado mais profundo do casamento. Eles estão convencidos que a Bíblia nos oferece exatamente a resposta que estamos procurando. Quão longe é muito longe? “Contrário à opinião popular, a Bíblia fala com clareza — clareza objetiva — sobre o que é fisicamente apropriado entre um homem e mulher não casados num relacionamento pré-marital.”

Eles fundamentam sua resposta sobre o fato que o relacionamento marital e, portanto, o relacionamento sexual, tem o propósito de ser um retrato do relacionamento de Cristo e sua igreja. Dessa forma eles começam não com a Lei, mas com o Evangelho.

(Leia o restante do artigo em PDF) 

Download (PDF, Unknown)