Lançamento da Editora Monergismo.

Pergunte a qualquer pastor de seu conhecimento e ele provavelmente lhe dirá ser proibido aos pastores apoiar ou se opor a candidatos ou líderes políticos a partir do púlpito. Aceita-se esse conceito com quase tanta firmeza quanto algumas verdades do evangelho. Mas isso é justificável legal e teologicamente? É sábio? Muitos, se não a maioria dos pastores não pensa a respeito da questão; eles apenas aceitam essa autocensura como “sabedoria convencional”.

Ventrella mostra que o púlpito deve ser dedicado a falar a verdade revelada em todas as vertentes da vida moderna — incluindo a política. Se um terço dos ministros evangélicos acordasse para a verdade articulada por esse livreto, provavelmente nossa nação desfrutaria de uma poderosa reforma dentro de um ano. Muitas vezes as reformas começam com o arrependimento, e o arrependimento mais comum ocorre no púlpito.

Adquira agora este excelente livreto no formato kindle:
politica-pulpito_ventrella