Pular para o conteúdo

Arrependimento Woke

Os reformadores delinearam diversas marcas de uma verdadeira igreja: a pregação da Palavra, a administração dos sacramentos e, por vezes, disciplina piedosa e culto bíblico. Hoje, porém, eles precisariam adicionar uma outra: o constante pedido de desculpas ao mundo. Seja um pedido de desculpas pela eleição de Trump, pelo racismo ou por não serem amáveis com a comunidade LGBTQ, cristãos hoje aparentam passar muito do seu tempo se desculpando. Pode-se desculpar alguém que pense que… Continue a ler »Arrependimento Woke

«O tédio das análises de cosmovisão» por Jake Meador

Ontem, num episódio do podcast “The Briefing”, o Dr. Al Mohler, do Seminário Batista do Sul, fez algumas reflexões sobre a morte do renomado físico Stephen Hawking. Você pode ler a transcrição completa da faixa de oito minutos usando o link acima. Eis o resumo do episódio que o próprio Mohler disponibilizou na página do Facebook, que, creio eu, é bastante sugestivo do que ele falou no seu programa:   Cremos que Stephen Hawking e… Continue a ler »«O tédio das análises de cosmovisão» por Jake Meador

21 Máximas para Pastores Desanimados por Douglas Wilson

1. O ministério é um trabalho árduo e exigente. “Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus” (Lucas 9.62). Em 2 Timóteo 2.3-6, o apóstolo Paulo compara a obra do ministério a três vocações, e todas elas envolvem uma grande quantidade de suor – soldados, atletas e agricultores. O chamado ao ministério não é para florzinhas, e se florzinhas podem fazer… Continue a ler »21 Máximas para Pastores Desanimados por Douglas Wilson

À mão direita por Peter Leithart

Quarenta dias depois de ressuscitar dos mortos, Jesus ascendeu ao céu para tomar o Seu lugar à destra do Pai (At 1.3), cumprindo a promessa do Salmo 110.   O Salmo é padronizado como três conjuntos de sete cláusulas. Os versos 1-2 constituem a primeira sequência, os versos 3-4 a segunda, e os versos 5-7 a terceira. Este padrão alude à semana da Criação, sugerindo que a investidura do Senhor à mão direita é o… Continue a ler »À mão direita por Peter Leithart

Eleitos, mas livres?

O texto abaixo, de Felipe Sabino, Eleitos, mas livres?, foi publicado em A sistemática da vida: Ensaios em honra a Heber Carlos de Campos, publicado em 2015 pela Editora Monergismo.    

Van Til Sobre a Antítese

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]Este artigo foi publicado originalmente no Westminster Theological Journal 57 (1995), 81-102. Traduzido por: Gabriel Pereira de Carvalho Revisado por: Felipe Barnabé Duarte   Como procuramos fazer o melhor uso do pensamento de Cornelius Van Til em nosso próprio tempo, é especialmente importante que nos debrucemos sobre o seu conceito de antítese, a oposição diametral entre crença… Continue a ler »Van Til Sobre a Antítese

Medo e o futuro

por R. J. Rushdoony   Bom dia, amigos. Quando governado pelo medo, o homem se torna incapaz tanto de viver no presente quanto de encarar o futuro. Seus dias são marcados pela constante incapacidade de enfrentar a realidade do tempo e pela relutância em gozar a vida hoje. A vida é vivida, não no mundo real, mas num reino de fantasia que não tem relação com a causalidade e ainda menos com a verdade sobre… Continue a ler »Medo e o futuro

Você é escravo do dinheiro e depois morre

Você é escravo do dinheiro e depois morre[1]   Eugene McCarreher[2]   O filme Rede de intrigas (1976), escrito por Paddy Chayefsky e dirigido por Sidney Lumet, é uma sátira brutal e visionária da televisão, prevendo desde o reality show até à extinção da linha que separa o comentarista do repórter, chegando mesmo à transformação do discurso político em entretenimento. O filme é mais lembrado por seu radialista Howard Beale (interpretado por Peter Finch), que… Continue a ler »Você é escravo do dinheiro e depois morre

Escrevendo com luz

O texto abaixo, de Emilio e Tércio Garofalo, Escrevendo com luz, foi publicado no Coram Deo, a vida perante Deus: ensaios em honra a Wadislau Gomes, publicado em 2017 pela Editora Monergismo.

Implicações práticas da esperança pós-milenista

O pós-milenismo é uma doutrina que incute esperança no futuro. Outras visões escatológicas dirão, sem dúvida, que também oferecem uma visão de esperança no futuro. Mas a esperança futura do pré-milenismo e do amilenismo não diz respeito à era atual. Parece uma era futura que será introduzida pelo retorno de Cristo. Nenhuma dessas visões tem esperança no triunfo de Cristo, seu evangelho ou seu povo na era atual. Cada uma delas vê um declínio para… Continue a ler »Implicações práticas da esperança pós-milenista