Pular para o conteúdo

Precisamos de uma Retomada do Neocalvinismo?

Traduzido por Fabrício Tavares O que é o neocalvinismo? Ora, não devendo ser confundido com o “novo calvinismo” (a ressurgência das doutrinas reformadas da graça em meio aos grupos evangélicos estadunidenses, no século XXI), o neocalvinismo é um movimento teológico e eclesiástico que surgiu nos Países Baixos durante os séculos XIX e XX e que se tornou uma tradição teológica ainda hoje viva. Seus proponentes foram Abraham Kuyper e Herman Bavinck, os quais buscavam recuperar… Continue a ler »Precisamos de uma Retomada do Neocalvinismo?

Eleitos, mas livres?

O texto abaixo, de Felipe Sabino, Eleitos, mas livres?, foi publicado em A sistemática da vida: Ensaios em honra a Heber Carlos de Campos, publicado em 2015 pela Editora Monergismo.    

Van Til Sobre a Antítese

[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text]Este artigo foi publicado originalmente no Westminster Theological Journal 57 (1995), 81-102. Traduzido por: Gabriel Pereira de Carvalho Revisado por: Felipe Barnabé Duarte   Como procuramos fazer o melhor uso do pensamento de Cornelius Van Til em nosso próprio tempo, é especialmente importante que nos debrucemos sobre o seu conceito de antítese, a oposição diametral entre crença… Continue a ler »Van Til Sobre a Antítese

Medo e o futuro

por R. J. Rushdoony   Bom dia, amigos. Quando governado pelo medo, o homem se torna incapaz tanto de viver no presente quanto de encarar o futuro. Seus dias são marcados pela constante incapacidade de enfrentar a realidade do tempo e pela relutância em gozar a vida hoje. A vida é vivida, não no mundo real, mas num reino de fantasia que não tem relação com a causalidade e ainda menos com a verdade sobre… Continue a ler »Medo e o futuro

Você é escravo do dinheiro e depois morre

Você é escravo do dinheiro e depois morre[1]   Eugene McCarreher[2]   O filme Rede de intrigas (1976), escrito por Paddy Chayefsky e dirigido por Sidney Lumet, é uma sátira brutal e visionária da televisão, prevendo desde o reality show até à extinção da linha que separa o comentarista do repórter, chegando mesmo à transformação do discurso político em entretenimento. O filme é mais lembrado por seu radialista Howard Beale (interpretado por Peter Finch), que… Continue a ler »Você é escravo do dinheiro e depois morre

Escrevendo com luz

O texto abaixo, de Emilio e Tércio Garofalo, Escrevendo com luz, foi publicado no Coram Deo, a vida perante Deus: ensaios em honra a Wadislau Gomes, publicado em 2017 pela Editora Monergismo.

Implicações práticas da esperança pós-milenista

O pós-milenismo é uma doutrina que incute esperança no futuro. Outras visões escatológicas dirão, sem dúvida, que também oferecem uma visão de esperança no futuro. Mas a esperança futura do pré-milenismo e do amilenismo não diz respeito à era atual. Parece uma era futura que será introduzida pelo retorno de Cristo. Nenhuma dessas visões tem esperança no triunfo de Cristo, seu evangelho ou seu povo na era atual. Cada uma delas vê um declínio para… Continue a ler »Implicações práticas da esperança pós-milenista

A Igreja de Cristo sem Cristo

por Peter J. Leithart     Seguindo John McWhorter, escrevi recentemente sobre a religião do Antirracismo. Tara Isabella Burton a chama de religião da justiça social. Estamos falando, em muitos aspectos, sobre a mesma coisa: uma nova religião que é um arremedo de ortodoxia cristã.  “A justiça social é uma religião”, escreve Burton em Strange Rites, que oferece a seus adeptos uma concepção coerente sobre o mundo, propósito, sentido, comunidade e rituais. Ela triunfa onde… Continue a ler »A Igreja de Cristo sem Cristo

Ler ficção é bom para pastor

O texto abaixo, do rev. Emilio Garofalo Neto, Ler ficção é bom para pastor: o lugar da leitura ampla e variada na formação do pregador, foi publicado no Coram Deo, a vida perante Deus: ensaios em honra a Wadislau Gomes, publicado em 2017 pela Editora Monergismo.

Bavinck sobre o racismo nos Estados Unidos

James Eglinton Herman Bavinck viajou para a América do Norte duas vezes: primeiramente, como um jovem teólogo deslumbrado, em 1892, e mais tarde, numa fase mais madura da vida, em 1908. O objetivo de sua viagem em 1892 era servir como emissário do movimento calvinista que vinha provocando grande repercussão nos Países Baixos desde o final da década de 1870 – um movimento que mais tarde seria conhecido como neo-calvinismo. Embora ele achasse que o… Continue a ler »Bavinck sobre o racismo nos Estados Unidos