Reforma

Qual destes não é um atributo de Deus?

By 4 de setembro de 2019 No Comments

a. Santo b. Justo c. Amoroso d. Condescendente

 

Resposta: d. É sempre polido deixar que outro fale por nós, e com Deus não é diferente. Deus explicou claramente o porquê Ele não está disposto a condescender; ao mesmo tempo, porém, continua amoroso e perdoador. Veja abaixo uma explicação inteligível…

 

Deus — o objeto de toda adoração

 

Sendo eternamente perfeito, justo e amoroso, Deus é digno de receber a adoração de todos. Sua supremacia exige o culto de Sua criação (Salmo 96).

 

Humanidade — unida na rebelião

 

Claramente o mundo não é perfeito. Isso se dá porque todos nós rejeitamos a autoridade de Deus em favor da nossa própria (Rm 1.21-26). A independência para com Deus é pecado. Ela está arraigada em um coração que se recusa a se submeter à autoridade de Deus e, portanto, rebela-se contra Ele. Da perspectiva de Deus, a rebelião é ofensiva porque ela busca uma autoridade humana ou própria (Rm 3.10-12, 23).

 

Deus não permitirá que continuemos em rebelião

 

Essa ira que evoca rebelião ocasiona o julgamento de Deus; julgamento que agora se expressa em termos de morte, enfermidade e incapacidade de ganhar o favor dEle, e por fim em termos de condenação eterna (Jo 3.18; Ap 21.8). O caráter perfeito de Deus e o padrão perfeito requerem que Ele proceda com justiça para conosco enquanto rebeldes (Sl 9.8; At 17.30).

 

JESUS — o único substituto para os rebeldes

 

Somente a perfeição satisfaz a justiça de Deus (Mt 5.48). Deus demonstra Seu amor por nós ao enviar o único substituto adequado (2Co 5.21).

 

JESUS — o Deus que se tornou homem

 

Jesus, sendo Ele Mesmo Deus (Cl 2.9), assumiu a humanidade e tornou-se homem (João 1.14). Em Sua vida Jesus demonstrou dependência de Deus por meio de obediência perfeita a Ele, permanecendo sem pecado (1Jo 3.5). Jesus satisfez plenamente as justas exigências de Deus oferecendo a Si Próprio como sacrifício pelos rebeldes mediante Sua morte na cruz (Rm 3.25).

 

JESUS — o único meio de restauração

 

Deus chama todas as pessoas para receberem Seu dom da salvação crendo nEle: convertendo-se da rebelião e dependendo da perfeição de Jesus para obterem perdão. Deus aceitou o sacrifício de Jesus na cruz como a base exclusiva para a restauração. Deus demonstrou essa aceitação por meio da ressurreição de Jesus dentre os mortos (At 17.30,31).

 

JESUS — a perfeição do crente

 

Na cruz Jesus morreu no lugar do pecador. Deus pôs a dívida do pecado do rebelde sobre Jesus (ainda que esse jamais pecou), de modo que, através da plena dependência do pecador no mérito de Jesus, Deus declara o rebelde como sendo perfeito, com base no sacrifício de Jesus (Rm 3.26). Aqui Deus prova ser justo, santo, perdoador e amoroso para com quem se submete a Jesus e depende desse.

 

Só há duas formas de responder

 

  • continuar rejeitando a autoridade de Deus (pecado) → resultado: culpa e julgamento.
  • Submeter-se a Jesus e depender dele (fé) → resultado: perdão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tradução: Vanderson Moura da Silva