Pular para o conteúdo

Bavinck

Por que se tornar amigo de seus oponentes? A visão de Bavinck acerca da “amizade crítica”

por James Eglinton   Ano passado, a morte de Ruth Bader Ginsburg suscitou muitas discussões sobre o valor da amizade entre pessoas cujas perspectivas acerca da vida e do mundo são nitidamente diferentes. Ao longo de sua carreira, a progressista Ginsburg cultivou uma amizade duradoura com Antonin Scalia, seu colega juiz — uma figura que, ao menos nas categorias ideológicas, dificilmente poderia ser mais diferente dela. A amizade deles se estendia a suas famílias, que… Continue a ler »Por que se tornar amigo de seus oponentes? A visão de Bavinck acerca da “amizade crítica”

«Herman Bavinck: cem anos atrás» por James Eglinton

Cem anos atrás, neste dia,[1] nas primeiras horas da manhã, Herman Bavinck (1854-1921), o grande teólogo neocalvinista, faleceu. Um século depois, sua obra está experimentando um interesse renovado e notável por parte da igreja e da academia, e sua influência se estende para bem além de seu lar reformado neerlandês. Qual é o motivo dessa fascinação internacional de sua vida e obra? Bavinck certamente foi um teólogo excepcional. Em 2021, muitos pastores e teólogos apreciam… Continue a ler »«Herman Bavinck: cem anos atrás» por James Eglinton

Bavinck sobre o racismo nos Estados Unidos

James Eglinton Herman Bavinck viajou para a América do Norte duas vezes: primeiramente, como um jovem teólogo deslumbrado, em 1892, e mais tarde, numa fase mais madura da vida, em 1908. O objetivo de sua viagem em 1892 era servir como emissário do movimento calvinista que vinha provocando grande repercussão nos Países Baixos desde o final da década de 1870 – um movimento que mais tarde seria conhecido como neo-calvinismo. Embora ele achasse que o… Continue a ler »Bavinck sobre o racismo nos Estados Unidos