Uncategorized

Justificados em Cristo por Joseph Mizzi

By 24 de agosto de 2018 No Comments

Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos (Romanos 5.19)

Em 1964, o então primeiro ministro, George Borg Olivier, obteve a independência o meu país, Malta, do governo colonial britânico. A ação desse homem afetou uma nação inteira; ele também teve uma grande influência em pessoas como eu, que ainda não tinham nascido naquele tempo. Por causa dele, eu sou um cidadão de uma nação independente.

Podemos pensar em todas as pessoas históricas, que nunca encontramos ou conhecemos, que deixaram algum tipo de impacto, bom ou ruim, no nosso estado presente. Elas são Adão, o primeiro homem, e Jesus Cristo, que a Bíblia chama de “último Adão” (1Coríntios 15.45).

Adão está numa posição representativa como o cabeça da humanidade, como a Bíblia ensina em Romanos 5.12-21. Toda a humanidade está envolvida com o pecado de Adão. Em Adão todos pecaram. Todos estão condenados; todos morrem. “Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, (…) por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.”

Algumas pessoas acham essa ideia estranha e inaceitável. Como podemos levar a culpa pelo pecado de outra pessoa?

Talvez essa objeção reflita a mentalidade individualista da nossa cultura ocidental moderna. Contudo, também temos representantes no governo. É verdade que políticos frequentemente não refletem a vontade das pessoas que os elegem. De todo modo, o nosso cabeça representativo, Adão, fez uma escolha por nós com que todos concordamos porque escolhemos desobedecer a Deus, mas incontáveis vezes.

Ademais, se deixarmos de ver as consequências desastrosas do pecado de Adão para toda a humanidade, não vamos apreciar a obra de Jesus Cristo pelo seu povo.

Pois assim como “em Adão” todos morrem, também “em Cristo” todos serão vivificados. Como “em Adão” todos pecaram, também “em Cristo” todos serão justos.  “Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos” (Romanos 5.18-19).

A humanidade é dividida em dois grupos – o primeiro, encabeçado por Adão, está culpado e condenado; o segundo, a nova humanidade liderada por Jesus Cristo, está reta, justificada e viva nele.

Todos nós pertencemos ao primeiro grupo por ascendência natural. Nem todos, contudo, estão “em Cristo”. Somente aqueles que, pela graça, creram em Cristo estão livres do presente mundo maligno e receberam o dom da justiça e da vida que Cristo mereceu por nós por sua obediência perfeita e morte na cruz.

Este é o capítulo 4 do livreto Right with God de Joseph Mizzi.

Tradução por Guilherme Cordeiro.