Vida Cristã

Como (Não) Descobrir Seus Dons Espirituais

By 3 de agosto de 2018 No Comments

É importante conhecer seus dons espirituais? Ou essa preocupação é uma evidência do narcisismo tão característico de nossa cultura hoje?

Talvez possamos comparar descobrir nossos dons espirituais ao interesse atual em testes de personalidade e perfis como o Eneagrama. O Eneagrama explora nove tipos diferentes de personalidade e fez bastante barulho nos círculos evangélicos. Kevin DeYoung corretamente adverte sobre os perigos do Eneagrama, explicando que é estranho às Escrituras em muitos aspectos. Russell Moore é simpático ao que DeYoung diz, concordando que o Eneagrama não é útil se abraçado completamente, mas acredita que ele pode ser usado como uma ferramenta para discernir e compreender os pontos fortes e fracos, assim como os desejos motivadores e inclinações de outros.

Acho que podemos dizer algo semelhante sobre o processo de discernir os dons espirituais.

Testes de Dons Espirituais?

Ao longo dos anos, tem sido popular usar levantamentos de dons e questionários espirituais para ajudar os crentes a descobrir seus dons espirituais. O maior problema com essas ferramentas é que elas são uma abstração; podemos fazer esses testes e tentar descobrir nossos dons sem nos envolvermos na vida da igreja local. Quando usados ​​dessa maneira, os levantamentos de dons espirituais são artificiais e até mesmo enganosos.

Eles são artificiais porque não descobrimos e não podemos descobrir como Deus nos presenteou isoladamente dos outros. Dons não podem ser rastreados em um laboratório como o DNA. Os questionários também são enganosos porque os próprios testes, ainda que úteis em alguns aspectos, são inevitavelmente parciais e falhos. Em outras palavras, os levantamentos são produzidos por humanos que têm suas próprias tendências e preconceitos, e assim os crentes podem erroneamente sair de tal levantamento achando que têm um dom particular quando não o tem. Por outro lado, eles podem pensar que não têm um dom, depois de fazer o levantamento, quando o tem.

Descoberta Através da Vida de uma Igreja

A melhor maneira de descobrir seu dom, então, não é fazendo um teste. Eles não tinham tais instrumentos na igreja primitiva, e as pessoas descobriram e usaram seus dons muito bem! Em vez disso, se você se envolver na vida dos outros em sua igreja e amar como Jesus ordenou, então você descobrirá seu dom.

Alguns podem dizer que ainda não sabem seu dom. Mas conhecer seu dom espiritual não é tão importante quanto exercitá-lo. Certamente muitos crentes na história não conheciam os seus ou pensavam muito sobre eles, e ainda assim exercitavam esses dons de maneiras poderosas. Se você não tem certeza de quais são seus dons espirituais, eu não me preocuparia com isso. Se você se dedicar a outros crentes na igreja, inevitavelmente estará usando seus dons.

Tudo isso nos traz de volta à questão dos levantamentos de dons espirituais. Se você estiver envolvido na vida da igreja e fizer tal levantamento, pode ser útil. Às vezes não nos vemos claramente, e outros crentes e recursos podem nos ajudar a discernir onde somos dotados. Obviamente, tais ferramentas podem ser usadas de maneira narcisista e auto-absorvida, mas também é verdade que compreender a nós mesmos melhor pode nos ajudar a nos tornar ministros mais eficazes.

Conhece a Ti Mesmo

A importância de conhecer a nós mesmos é clara em Romanos 12:3:

“Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.”

Aqui Paulo nos adverte para não termos uma visão inflada, nem para denegrir a nós mesmos, mas para nos conhecer e avaliar corretamente. Sabemos que erros podem ser cometidos nos dois sentidos em relação aos dons espirituais. Alguns podem dizer que seus dons não são importantes e não são necessários no Corpo (1 Cor. 12:15–16). Alguns podem dizer que não precisam dos outros dons e membros do Corpo (1 Cor. 12:21). Mas cada membro é necessário, cada membro desempenha um papel importante, cada membro é significativo.

Quando olhamos para alguns dos dons espirituais, fica claro que conhecer nossos dons é útil (mesmo que não seja essencial). Por exemplo, Paulo diz que aqueles com o dom do serviço devem se concentrar em servir, aqueles com o dom do ensino em ensinar, e aqueles com o dom de exortação em exortar (Rom. 12:7–8). Se você sabe que seu dom é exortar, pode concentrar suas energias. Isso não significa que você não serve, faz evangelismo ou aconselha, é claro. Nós não devemos torcer o que Paulo diz em uma desculpa para sermos egoístas. Ainda assim, a vida é curta e devemos nos concentrar em nossos pontos fortes, porque, ao fazer isso, construímos a igreja.

Conhecer nossas forças e dons nos ajuda a nos concentrar nas maneiras pelas quais podemos ser mais úteis a outros crentes. Se você ainda não conhece seu dom, não se preocupe. Ficará claro com o passar do tempo, e pedir a outros crentes pode ajudá-lo a discernir seu dom. Muitas vezes estamos com muita pressa para encontrar nossos dons, mas Deus não está. Ele tem um propósito e plano para usar você na vida de sua igreja, e ficará claro quando você servir a Ele e aos outros.

Por Thomas Schreiner

Traduzido por Felipe Barnabé

Fonte: How (Not) to Discover Your Spiritual Gifts

SEO: Thomas Schreiner escreve que conhecer seus dons espirituais pode ser útil, mas eles são mais bem discernidos no contexto e no serviço da igreja.

Nota do editor:
Para mais informações sobre os dons espirituais, veja o novo livro de Thomas Schreiner, Spiritual Gifts: What They Are and Why They Matter (B&H Books, 2018).