Teologia Reformada

29 de março de 2011

Ser calvinista é o mesmo que ser reformado?

Mais artigos de »
Escrito por: Tullian Tchividjian

Uma das discussões contínuas com respeito à ressurgência de interesse no calvinismo gira em torno da distinção (se é que existe alguma) entre calvinismo em particular e teologia reformada em geral. Uma visão calvinista sobre a salvação é sinônimo de teologia reformada? Ou teologia reformada é algo maior do que simplesmente calvinismo? O calvinismo sozinho pode ser considerado reformado?

Michael Horton compartilha seus pensamentos em um artigo intitulado “The Hallway and the Rooms”:

Se ser reformado pode ser reduzido a crer na soberania de Deus e na eleição, então Tomás de Aquino é tão reformado quanto R. C. Sproul. Contudo, a confissão reformada é muito mais do que isso. Até mesmo a forma como ela fala sobre essas doutrinas está enquadrada dentro de um contexto mais amplo da teologia do pacto. É intrigante para mim que as pessoas possam se chamar hoje de reformados mesmo não abraçando essa teologia do pacto.

Mês que vem (nov/2010), o novo livro de Jamie Smith, Letters to a Young Calvinist: An Invitation to the Reformed Tradition [Cartas a um jovem calvinista: um convite à fé reformada], será lançado. Eu tive o privilégio de ler uma cópia antecipada deste livro e escrever uma recomendação. Penso que o livro de Jamie ajuda a discussão muito bem. Jamie é professor de filosofia no Calvin College.

Eis o que eu escrevi:

James K. A. Smith aborda agradavelmente uma das conversas mais fascinantes no evangelicalismo moderno – a ressurgência surpreendente do calvinismo entre os jovens cristãos. Letters to a Young Calvinist: An Invitation to the Reformed Tradition é profundo, sutil, provocativo, relacional e bem informado. Ninguém concordará com tudo aqui, mas o que eu apreciei mais foi a insistência cuidadosa de Smith: para ser teologicamente reformado é necessário muito mais do que crer nos famosos (e fabulosos!) cinco pontos do calvinismo. Ele mostra que a tradição reformada é pactual e cósmica no escopo, grande e brilhante na escala, doutrinária e devocional no espírito. Uma leitura completamente envolvente.

Semana passada Jamie compartilhou em seu blog a razão de escrever o livro e apresentou uma breve descrição dele:

Letters to a Young Calvinist é um convite para ver os outros ribeiros da tradição reformada – valorizar a riqueza complexa das vozes reformadas em todo o espectro. Algumas vezes eu descrevo este pequeno livro como “Kuyper para Piper”. O objetivo é desenvolver no jovem reformado inquieto um interesse nas doutrinas da graça celebrando também outros temas fundamentais da tradição reformada: criação, cultura, pacto e catolicidade, com uma preocupação especial pela apreciação da eclesiologia dos reformadores.

Compre. Leia. Junte-se à discussão – trata-se de uma discussão importante!

 

Fonte: http://thegospelcoalition.org/blogs/tullian/

Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto – março/2011



Sobre o Autor

Tullian Tchividjian





 
 

 

Um Compêndio da Religião Cristã

Esse Compêndio da Religião Cristã pode ser considerado uma forma abreviada do grande Catecismo de Heidelberg. Desde a sua composição, no começo do séc. XVI, este documento tem sido usado pelas igrejas da Holanda, assim...
por Hermanus Faukelius
 

 
 

TULIP Não Significa Reformado

Há quatro anos, Cristianismo Hoje publicou um artigo, “Jovem, Incansável, Reformado”. Neste artigo, o autor Collin Hansen analisou um fenômeno que existe há uma década: o retorno de muitos jovens cristãos as doutrinas...
por Bojidar Marinov
 

 
 

Deus será Deus no céu?

O fato que você pode perguntar se Deus ainda nos controlará quando chegarmos ao céu me diz que você ainda não compreendeu completamente a base para a soberania de Deus, e que o seu pensamento ainda é antropocêntrico. Deu...
por Vincent Cheung
 

 

 

Somente Cristo Justifica

Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida” (Rm 5.18). Essa “uma só of...
por Santo Agostinho
 

 
 
 

Principais Conceitos na Espiritualidade Reformada

1. União com Cristo Toda doutrina relacionada à salvação e à vida cristã deve ser orientada em torno dessa pedra de toque da fé. Nenhuma teoria de crescimento ou desenvolvimento cristão pode obscurecer ou ignorar esse f...
por Michael Horton
0

 
 

Mas quem é você, ó homem?

Paulo havia demonstrado nos versículos anteriores que se um homem alcança salvação através de Jesus Cristo, isso não depende da vontade ou decisão da pessoa, mas de Deus, que escolhe mostrar misericórdia a ela. Assim, u...
por Vincent Cheung
 

 




0 Comments


Be the first to comment!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *