All Posts By

Herman C. Hanko

História da Igreja

A História do Anabatismo

A Reforma do século 16 foi uma obra poderosa de Deus pela qual a igreja de Cristo foi preservada por meio de uma reforma eclesiástica. Para o estudante de história, nunca deixa de ser um espanto como Deus produziu essa reforma e a manteve num curso constantemente bíblico. Não somente os Reformadores eram gigantes da teologia que combateram com sucesso os erros de Roma em questões de doutrina, adoração, governo eclesiástico e vida cristã, mas eles também tiveram sucesso em afastar a igreja dos movimentos radicais que ameaçaram a Reforma quase desde o princípio. Esses movimentos radicais se uniram à Reforma e pareciam a princípio ter um papel importante na batalha contra o erro romanista. Mas eles tinham a intenção de liderar o Protestantismo numa direção totalmente contrária à Escritura. Teria sido fácil e muitas vezes tentador aos Reformadores incorporar tais movimentos radicais dentro do Protestantismo bíblico. Rejeitá-los dividiu tristemente as igrejas da Reforma e abriu os Reformadores à acusação de que ao abandonar a autoridade do papa, eles estavam rasgando aos pedaços a unidade da igreja de Cristo. E assim, frequentemente esses movimentos radicais pareciam estar defendendo apenas coisas corretas. Todavia, é parte da maravilha da obra de Deus…
31 de dezembro de 2011
História da Igreja

João Calvino: o Reformador Suíço

Introdução Quando Karl Barth estava preparando uma série de palestras sobre João Calvino, ele escreveu a um amigo: Calvino é uma catarata… falta-me completamente os recursos, as ventosas, até mesmo para assimilar esse fenômeno, isso para não falar sobre a sua apresentação satisfatória. O que recebo é apenas um pequeno e tênue jorro e o que posso dar em retorno, então, é apenas uma porção ainda menor desse pequeno jorro. Eu poderia feliz e proveitosamente assentar-me e passar o resto de minha vida somente com Calvino. Impossível alguém questionar a asserção de que João Calvino é o maior reformador de todos os tempos. Mais livros têm sido escritos sobre ele e sua teologia do que sobre qualquer outra figura na história da igreja. Todos aqueles que nos últimos 450 anos têm estimado as doutrinas da graça reivindicam Calvino como seu líder espiritual. E todos os que confessam uma teologia inteiramente bíblica e incorporada em todos os grandes credos dos séculos XVI e XVII chamam a teologia deles de calvinismo. Além das próprias Escrituras Sagradas, há poucos livros, se os há, que têm exercido a influência nos séculos subseqüentes mais do que as Institutas da Religião Cristã têm exercido até o presente. Não…
27 de janeiro de 2010
IgrejaTeologia

Duas Dispensações?

O Dispensacionalismo é um erro sério em qualquer forma que ele apareça. Sua seriedade é especialmente evidente a partir do fato de que ele necessariamente envolve uma separação das Escrituras do Antigo da do Novo Testamento, ao negar qualquer relação essencial entre as duas. Ele ensina que a Escritura é realmente dois livros; sua unidade é fraturada, o princípio a Escritura interpreta a Escritura não pode ser plenamente aplicado, e a unidade orgânica da palavra de Deus é perdida na apologética Batista.
6 de fevereiro de 2009