Category

Editora

EditoraVida Cristã

Medo e o futuro

por R. J. Rushdoony   Bom dia, amigos. Quando governado pelo medo, o homem se torna incapaz tanto de viver no presente quanto de encarar o futuro. Seus dias são marcados pela constante incapacidade de enfrentar a realidade do tempo e pela relutância em gozar a vida hoje. A vida é vivida, não no mundo real, mas num reino de fantasia que não tem relação com a causalidade e ainda menos com a verdade sobre si mesmo. Este homem está constantemente sonhando com um futuro ideal, em que todos os fardos lhe serão tirados dos ombros, todos os problemas resolvidos e todas as responsabilidades substituídas por prazeres e recompensas imerecidas. Todas essas pessoas sonham ardorosamente com o futuro, mas na verdade têm medo tanto da vida quanto do futuro, porque não estão dispostos a conformar-se consigo mesmas como criaturas submetidas a Deus. Fantasias acerca do futuro muitas vezes assumem uma importância política tremenda, da qual o comunismo marxista é um exemplo contemporâneo especialmente óbvio. O sonho marxista de um mundo sem estado, sem crime, sem pecado, sem problemas é a fantasia de homens doentes que têm medo da verdade divina acerca deles mesmos e estão tentando criar um mundo em…
29 de janeiro de 2021
EditoraLivros

A pregação positiva e a mente moderna – Prefácio à edição brasileira

Abaixo transcrevemos o prefácio que recebemos de Carl Trueman para a edição monergista de um clássico moderno.   Nos dias de hoje, é provável que os escritos de Peter Taylor Forsyth sejam pouco conhecidos fora dos círculos de especialistas teológicos. Com efeito, se de algum modo for conhecido é quase sempre como precursor da neo-ortodoxia tardia, uma espécie de barthiano antes de Barth. O que não é apenas um entendimento simplista de sua teologia, mas também uma grande vergonha: vale à pena ler Forsyth por seus próprios méritos. Ele, sem dúvida, não era ortodoxo no sentido de um Calvino, ou de um Turrentin, ou de um Hodge, no entanto, em sua reação contra o liberalismo ritschliano do século 19 de seus primeiros estudos, sua visão pessimista da natureza humana e sua ênfase na centralidade da cruz para o cristianismo, ele pode com certeza ser descrito como preocupado com os grandes temas da ortodoxia bíblica. Como tal, é alguém cujo pensamento é digno de nossa atenção. Mesmo que não consigamos concordar com ele em muitas questões. De fato, é assim que ele me tem sido útil desde que o descobri quando estudava em nossa comum ex-universidade, a University of Aberdeen, no…
13 de fevereiro de 2020
Editora

Faith, Hope, Love: The Christ por Mark Jones (Resenha do Prof. Ryan M. McGraw.)

Este livro será lançado pela editora Monergismo em 2018! Muitos cristãos reconhecem que fé, esperança e amor são importantes. É difícil ler o Novo Testamento sem percebê-los. Todavia, poucos hoje relacionam a fé, a esperança e o amor como nossos pais o fizeram na igreja antiga e medieval. O fato de que elas andavam juntas na mente de Paulo deveria ser o suficiente para nos alertar para o fato de que estamos perdendo algo vital. Mark Jones busca reviver as chamadas “virtudes teologais” da fé, esperança e amor numa obra que estimula a mente e aquece o coração. Os escritos de Jones são marcados pelo equilíbrio teológico, pelo conteúdo que exalta a Cristo e pelo fervor devocional. Este livro não é uma exceção e os leitores de todos os estágios da maturidade cristã irão gostar e tirar proveito dele. O livro trata da fé, esperança e amor de forma catequética. Seguindo a tradição catequética da igreja cristã, cada capítulo expõe uma questão relacionada ao assunto. O fim do livro inclui uma lista de todas as cinquenta e sete questões, compondo um catecismo completo sobre a fé, a esperança e o amor. Os temas que unificam o livro são a preeminência…
11 de abril de 2018
Editora

O Messias vem à terra média, de Philip Ryken

Este livro será lançado pela editora Monergismo em 2018! Há mais de uma década, eu visitei o Wade Center no Wheaton College, que hospeda uma coleção especial de documentos e artefatos de sete autores britânicos: C. S. Lewis, J. R. R. Tolkien, Dorothy L. Sayers, George MacDonald, G. K. Chesterton, Charles Williams, e Owen Barfield. O Messias vem à Terra Média contém as palestras inaugurais da Hansen Lectureship Series, que foi estabelecida para “explorar a grande literatura dos sete autores do Wade Center” (xi). A tese do autor Philip Ryken neste livro é clara: “há, na verdade, três figuras de Cristo principais em O Senhor dos Anéis e cada um ecoa um aspecto diferente da obra de Cristo, o que os teólogos chamam de seu ‘ofício tríplice’ como profeta, sacerdote e rei” (p. 3). Para defender sua tese, Ryken faz uma exegese sistemática do texto da estória. Ele apoia as suas conclusões com citações do Silmarillion (a prequela crucialmente importante para a narrativa), as cartas de Tolkien e um amplo conjunto de literatura secundária. Gandalf, o Cinzento, incorpora a imagem da obra profética de Cristo: “mesmo com todos os seus poderes miraculosos, a influência profética do mago repousa principalmente no domínio da sabedoria. Gandalf moldou os…
11 de abril de 2018
Editora

A soberania de Deus na salvação do assassino do meu pai. (Rev. Prof. Dr.F. N. Lee)

A soberania de Deus na salvação do assassino do meu pai. (Rev. Prof. Dr.)F. N. Lee) Em abril de 1994, eu fui convidado a viajar pelo mundo e expor a Oração do Senhor nos EUA durante setembro. Tendo adquirido um tíquete aéreo, por ser filho único, eu aguardava ansiosamente visitar meus pais em Barrydale (perto de Swellendam na África do Sul) no caminho entre a Austrália e a América. Todavia, em julho de 1994, meu pai (de quase 86 anos) foi roubado e deixado para morrer enquanto estava em casa. Minha mãe (perdendo a sanidade e algumas de suas funções corporais) ficou permanentemente hospitalizada. Uma semana depois de ser assaltado, o meu pai morreu no hospital e foi para estar com o Senhor. Quando cheguei na África do Sul em setembro, eu fui para Swellendam (onde a minha mãe ainda estava internada). Ali eu fiquei surpreso ao saber que a polícia tinha prendido um jovem relacionado com a morte de meu pai e que o jovem tinha assinado uma declaração afirmando que ele tinha atacado meu pai sozinho. Eu também soube que o meu pai, antes de morrer, tinha descrito o jovem para a polícia (uma descrição completamente coerente com…
26 de março de 2018
Editora

Situando o belo

O que é estética? O Merriam-Webster’s New Collegiate Dictionary oferece três significados da palavra estética: o primeiro é “um ramo da filosofia que lida com a natureza da beleza, arte e gosto e com a criação e apreciação da beleza”. Mas o que é “beleza” e o que é “arte”? A discussão corre o risco de se tornar circular caso dissermos que a beleza é o que é esteticamente bom, ou que arte é um produto com valor estético. Na Stanford Encyclopedia of Philosophy, o artigo principal, “The Concept of the Aesthetic” , indica que alguns filósofos se perguntam se o conceito é “inerentemente problemático”. Os filósofos não concordam sobre o seu significado.  Qual contribuição podemos fazer a esta área a partir de um ponto de vista cristã firmemente enraizado na Bíblia? Eu não tenho certeza. Eu não tenho um conceito claro do que o assunto é ou de como discuti-lo proveitosamente. É um certo conforto saber que a Stanford Encyclopedia of Philosophy revela semelhantes dificuldades para outras pessoas. Perspectivas múltiplas de participantes na arte. Mesmo assim, será que eu posso sugerir que uma abordagem multiperspectivalista pode ajudar? As pessoas frequentemente possuem respostas bem pessoais à arte. Duas pessoas podem…
26 de março de 2018
Editora

A Forma da água revela a alma de Hollywood — Bestialidade (Brian Godawa)

Ganhador do Oscar: A Forma da Água Revela a Alma de Hollywood — Bestialidade (Brian Godawa) Um romance sci-fi inter-espécies. Uma zeladora muda trabalhando num órgão governamental secreto na década de 60 se apaixona com um homem-peixe anfíbio que parece com um Monstro da Lagoa Negra moderno. OK, primeiro eu preciso aplaudir a Academia por não ter dado o Oscar ao filme que celebra a exploração sexual de adolescentes por adultos. Ao invés disso, eles optaram pelo filme que celebra o sexo com animais. Isso é como expulsar o Harvey Weinstein, mas manter o Roman Polanski. E é completamente previsível. Um teatro cheio de hipócritas morais, exploradores sexuais e seus financiadores fazem piadas sobre quão depravados são e evitam falar a verdade sobre o seu poder, enquanto premiam como melhor filme uma fantasia cristofóbica sobre sexo com animais. Por favor. Vamos parar com a loucura. Sim, eu sei que eles sugeriram um “problema” numa amostra de superioridade moral, mas os fariseus não tratam disso explicitamente como eles fazem com “os pecados de outras pessoas”. Agora, do nada, eles ficam sensíveis e sutis. Eles são como uma repartição pública que nos assegura que estão investigando os seus próprios crimes, “não se…
26 de março de 2018
Editora

James Sire, R.I.P.

Foi há muitos anos, numa cidade distante,1 que pela primeira vez alguém me recomendou O universo ao lado. O título estranho, somado à teologia duvidosa de quem o elogiava, deixou-me no mínimo com dois pés atrás. Bastaram algumas páginas para que eu me tornasse aquele que eventualmente causaria estranhamento em conhecidos e desconhecidos. Jamais sonharia naquele tempo que, em sua providência, Deus me agraciaria com uma Editora e com a oportunidade de publicar, digamos, este clássico da cosmovisão. Não tenho grandes pretensões neste posfácio, salvo registrar a minha gratidão pela vida de James Sire. Tive o privilégio de trocar algumas mensagens com esse renomado apologista, tendo obtido inclusive um gracioso prefácio seu para a edição brasileira de Cosmovisões em conflito,2 de Ronald Nash, assim como um endosso para Gênesis no espaço-tempo3, de Francis Schaeffer. Embora tenha sido um célebre e reconhecido autor, palestrante e apologista, Sire jamais se fez conhecido por envolver-se em brigas “intramurais”. Os seus livros têm como foco a edificação dos seus irmãos e a vindicação da fé cristã contra os verdadeiros inimigos do Evangelho. Mesmo aquele que poder-se-ia chamar seu livro “mais negativo”, Scripture Twisting, lida especificamente com as distorções que as Escrituras sofrem no ambiente…
23 de março de 2018