Category

Vida Cristã

Vida Cristã

O Corpo e Seus Membros

O corpo não é feito de um só membro, mas de muitos. Se o pé disser: “Porque não sou mão, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. E se o ouvido disser: “Porque não sou olho, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. Se todo o corpo fosse olho, onde estaria a audição? Se todo o corpo fosse ouvido, onde estaria o olfato? De fato, Deus dispôs cada um dos membros no corpo, segundo a sua vontade. Se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, há muitos membros, mas um só corpo. (1 Coríntios 12.14-20) O plano de Deus é que deveria existir uma dependência mútua entre os crentes; contudo a Bíblia ensina isso primariamente em relação ao ministério público, e não à fé do indivíduo. Diz-se frequentemente, de uma forma ou de outra, que um cristão que está desvinculado de uma comunidade está fadado ao fracasso, mas esse ensino é mais autobiográfico do que bíblico, e é manipulador ao invés de encorajador. Ele é difundido por pessoas fracas ou por líderes que preferem ameaçar pessoas em vez de aprimorar seus próprios ministérios. Ao enfatizarem…
26 de dezembro de 2011
Vida Cristã

O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa

Classificação do filme: Fantasia Mitológica Uma adaptação fenomenal do clássico de C. S. Lewis! De fato, diria que este é um dos poucos filmes melhores que o livro. Não fiquei impressionado com o livro, mas chorei durante todo o filme por causa de sua magia profunda, isto é, sua encarnação mitológica. Lúcia é adorável . Uma de minhas cenas favoritas é quando ela sorri por causa de seus irmãos incrédulos, abismados, em Nárnia pela primeira vez, e diz com certa ironia: “Não se preocupem, é apenas a imaginação de vocês”. A Rainha do Gelo é interpretada com toda a maldade, e Aslam é perigoso, mas é bom. Algo que chamou minha atenção no filme foi a apresentação positiva da cultura medieval da cavalaria. Neste ponto, os produtores foram leais aos antecedentes ingleses de Lewis, bem como à sua graduação em romantismo medieval. Foi revigorante observar a honra coragem e o dever lutando contra o mal como meios de liberdade e justiça . Por essa razão, liberais , socialistas e outras pessoas ligadas à modernidade não gostarão deste filme, por incorporar verdades detestadas por eles. Aslam permite que Pedro mate o lobo maligno com sua espada como um rito de masculinidade…
26 de dezembro de 2011
Vida Cristã

Batman Begins

Batman Begins: produzido e distribuído em 2005 (nos cinemas e em vídeo), simultaneamente, em vários países. Ator principal: Christian Bale. No mundo globalizado em que nos encontramos, a produtora nem se preocupou em traduzir o título deste filme que se propõe a contar o início do famoso personagem, Batman. Filmes sobre este mascarado, fantasiado como um morcego, que combatia os criminosos, começaram em 1943, com um seriado que passava antes do filme principal, nas sessões dos cinemas (15 capítulos). Um novo seriado foi feito em 1949, também com 15 capítulos. Posteriormente, em 1966, houve um longa metragem, com Adam West, seguido de uma série televisiva que inovou misturando caracteres gráficos animados nas seqüências das lutas do herói. A partir de 1989 tivemos quatro filmes mais recentes, dois dirigidos por Tim Burton (1989 e 1992) e dois por Joel Schumacher (1995 e 1997). Por que mais um Batman? Haverá algo diferente neste filme? Como essa fábula moderna se encaixa em nossa cosmovisão cristã? Todos esses filmes mais modernos são parte de uma safra que têm levado às telas personagens de histórias em quadrinhos - Superman, Homem Aranha, Fantasma, Hulk, e vários outros. Retratam uma época onde os padrões de certo e…
26 de dezembro de 2011
Vida Cristã

Thor (filme)

O herói dos quadrinhos dá origem a uma história. Este filme é muito melhor do que eu esperava. Provavelmente porque o diretor, Kenneth Branagh, trouxe a ele uma qualidade sutilmente shakespeariana que era apropriada para essa história sobre o deus nórdico do trovão. Bem, na verdade, trata-se de uma desmitologização da mitologia nórdica. Ou seja, é uma daquelas histórias que explica a religião como uma má interpretação ignorante da ciência alienígena. Neste caso, Thor é um guerreiro do reino distante de Asgard, que é banido para a Terra, destituído do seu poder, por causa de sua aspiração arrogante e impetuosa ao trono de seu pai, Odin. Mas neste filme aprendemos que a mitologia nórdica estava errada. Thor e sua raça não são deuses, mas simplesmente alienígenas de outra parte da galáxia confundidos como deuses pelos Vikings primitivos. Este é um tema comum nos filmes de hoje e pretendo escrever mais em profundidade sobre ele para o site BioLogos.org em breve. Enfim, foi um contraste interessante da cultura igualitária moderna com uma cultura mais patriarcal em Thor. Quando ele se apaixona por uma cientista do sexo feminino, interpretada por Natalie Portman, vemos ele tratá-la com o cavalheirismo do passado e, meu…
26 de dezembro de 2011
Casamento e FamíliaVida Cristã

A Feminização da Família

O feminismo é um movimento radical. Como tal, ele atinge até as raízes do relacionamento entre homem e mulher, e busca alterar a estrutura social e institucional, que é percebida como conflitante com as ideais e objetivos do feminismo. Janet Richards declara que “O feminismo é em sua natureza radical… nós protestamos primeiramente contra as instituições sociais… se considerarmos o passado não há dúvida de que toda a estrutura social foi planejada para manter a mulher inteiramente sob a dominação do homem.” Sendo uma ideologia radical, o objetivo do feminismo é a revolução. Gloria Steinem fala pelas feministas quando diz: “Pregamos uma revolução, não apenas uma reforma. É uma mudança mais profunda que qualquer outra.” Feministas querem criar uma “nova sociedade” onde as condições restritivas sociais do passado sejam para sempre removidas. Quão bem sucedidas feministas foram em promover sua agenda de revolução social? Davidson diz: “Hoje, o feminismo é a ideologia de gênero da nossa sociedade. Desde as universidades até as escolas públicas, da mídia até as Forças Armadas, o feminismo decide as questões, determina os termos do debate, e intimida oponentes em potencial ao ponto do silêncio absoluto.” A instituição social que o feminismo tem mirado como uma…
26 de dezembro de 2011
Vida Cristã

O Poder de Elias

A oração de um justo é poderosa e eficaz. Elias era humano como nós. Ele orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio. Orou outra vez, e os céus enviaram chuva, e a terra produziu os seus frutos. (Tiago 5:16b-18)
19 de novembro de 2011
Vida Cristã

A Oração de Fé

Entre vocês há alguém que está sofrendo? Que ele ore. Há alguém que se sente feliz? Que ele cante louvores. Entre vocês há alguém que está doente? Que ele mande chamar os presbíteros da igreja, para que estes orem sobre ele e o unjam com óleo, em nome do Senhor. A oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, ele será perdoado. Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz. (Tiago 5.13-16)
18 de novembro de 2011
TeologiaVida Cristã

O Caráter do Reino de Cristo

Não clamará, nem gritará, nem fará ouvir a sua voz na praça. Não esmagará a cana quebrada, nem apagará a torcida que fumega; em verdade, promulgará o direito. (Isaías 42. 2, 3) Um tema principal dos profetas do Antigo Testamento com relação ao reino glorioso do Messias era a forma como ele iria se contrastar com os reinos meramente humanos. Os reinos do homem surgem com grande pompa e se apresentam com orgulho e poder, esmagando todos os que ousam se opor a eles. Eles constituem manifestações visíveis da glória do homem, e são geralmente acompanhados por uma arrogância para com Deus e o homem. Alternativamente, foi predito que o reino de Cristo chegaria em humildade, longe dos centros do poder humano (Miqueias 5.2). Quando examinamos os relatos dos evangelhos sobre o nascimento, vida e morte de Cristo, descobrimos que as profecias do Antigo Testamento foram infalivelmente cumpridas: Cristo nasceu em pobreza e humildade, não sendo anunciado por arautos reais, mas por humildes pastores. Os reis da terra não o aclamaram; o principal governante em Israel naquele tempo tentou matá-lo. Nosso Senhor foi criado por uma família humilde e temente a Deus, em relativa obscuridade. Seu ministério adulto de cura…
24 de abril de 2011