Category

Vida Cristã

Vida Cristã

O Bom Pai do Espiritualmente Sem Pai por Marshall Segal

Muitas crianças começam a andar com o Senhor sem que seus pais lhe mostrem como fazer isso. Eles ouvem: “Ensina a criança no caminho em que deve andar” (Provérbios 22:6), e perguntam-se, mas e quanto a mim? Eles vêem Deus chamando pais para "criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.” (Efésios 6:4), mas o pai deles nunca abriu uma Bíblia. Eles se esforçam para crescer em fé, amadurecer na piedade e aprofundar sua alegria em Deus, mas sem um modelo e guia diário. Pode parecer o equivalente espiritual de Hatchet, o clássico romance americano para meninos. Brian, de treze anos, filho de pais divorciados, é o único sobrevivente em um acidente de avião no deserto canadense e ensina a si mesmo como fazer um abrigo, caçar, pescar, procurar alimentos e começar um incêndio - tudo com apenas um machado. Os jovens cristãos são frequentemente deixados a cuidar de si mesmos em suas próprias casas, tendo que ensinar a si mesmos como orar, ouvir de Deus em sua palavra e buscar a santidade - tudo com apenas uma Bíblia. E um Pai no céu. Se seus pais não tiverem influências espirituais positivas em sua fé, você não está tão sozinho quanto você pode se sentir. Muitos conheceram…
22 de agosto de 2018
Vida Cristã

O Lugar Mais Perigoso Para Se Viver: Os perigos sutis do passado por Greg Morse

Enquanto o passado é um lugar excelente para se visitar, também é um lugar ameaçador para se viver. A esposa amargurada, irritada porque o marido com quem se casou não é o namorado que ela namorou; o pai autoritário, desesperado para reviver sua carreira atlética através de seu filho; o jovem adulto sentindo falta das liberdades e dos amigos da faculdade, temendo suas horas de trabalho; o desanimado cristão, desejoso de voltar ao zelo que uma vez teve, mostra-nos que poucas coisas hoje ameaçam como as alegrias de ontem. Risos abundaram uma vez. A família foi unida por um tempo. Nós éramos lindos. Mas Deus não queria que nossos corações vivessem no ontem. Ele nos dá novas misericórdias a cada dia para desfrutar (Lamentações 3:22-23). Mas, passando isso, podemos viajar de volta às nossas mentes para reviver a felicidade daquela época. Ontem, as esperanças eram altas e a vida valia a pena. O hoje se mostra muito decepcionante. Assim, com os olhos vidrados e as almas deprimidas, nos tornamos os espantalhos de nossos antigos "eus" que, cada vez mais, diminuem no aqui e agora para fugir para dias melhores. Nossos corações ainda podem bater, mas nós paramos de viver. Quando as antigas bênçãos diminuem a gratidão presente; quando Deus…
17 de agosto de 2018
TeologiaUncategorizedVida Cristã

Por que se importar com a justificação? por Joseph Mizzi

Porquanto não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que nele crê; primeiro do judeu, assim como do grego (Romanos 1.16) A meningite continua sendo uma doença mortal para as crianças. Felizmente, o número de casos de meningite diminui por volta dos últimos vinte anos, principalmente devido à imunização. Todavia, essa temida infecção não está completamente erradicada porque ainda não temos vacinas para cobrir todos os micróbios diferentes que causam a meningite. Além disso, alguns pais deixam de imunizar os seus filhos por negligência ou medo. Parte o coração quando uma criança morre por uma infecção que poderia facilmente ser prevenida. Espiritualmente, é ainda mais trágico se negligenciarmos a mensagem evangélica da salvação pela fé em Cristo Jesus. Não podemos nos dar ao luxo de ignorar o que a Palavra de Deus ensina sobre justificação, isto é, como ficamos de bem com Deus. As consequências nesta vida e na vindoura são espantosas. Por que, então, devemos nos importar com a justificação? O que isso quer dizer afinal? Não é essa doutrina que causou tantos problemas na Europa durante a Reforma Protestante? Por que eu devo ligar para uma doutrina que resultou…
8 de agosto de 2018
Vida Cristã

Deixei um romance por amor, por Rachel Gilson

É fácil as pessoas interpretarem mal o motivo de para eu ter deixado a vida de relacionamentos românticos e sexuais com outras mulheres. Elas encadernam sua lista de rejeições como se ela fosse um colar – não ao amor anterior, não ao antigos padrões sexuais, não à realização de atrações indesejadas, não a um modo de vida – e para alguns isso parece um tipo de ornamento. Para muitos outros, é um colar que machuca. Minha vida, no entanto, é sustentada por um ressonante sim, um sim que só é encontrado em Jesus Cristo.  Como um diamante que pesa na sua mão, que te faz desviar o olhar para o brilho do seu arco-íris, conhecer Jesus tem revelado continuamente quão sombrio, superficial, e artificiais são as coisas que eu costumava considerar como tesouros. Mas Deus me salvou e mostrou que dizer sim a Jesus é muito melhor. Uma melhor autenticidade Talvez nada carregue mais peso cultural nos dias de hoje do que o anseio pelo autêntico, especialmente no nosso ‘eu’. Mas como podemos dizer como é o nosso autêntico ‘eu’? A resposta da cultura que nos cerca é olhar dentro de nós, extraindo nossos desejos. Porque como eles brotam dentro…
7 de agosto de 2018
Vida Cristã

Como (Não) Descobrir Seus Dons Espirituais

É importante conhecer seus dons espirituais? Ou essa preocupação é uma evidência do narcisismo tão característico de nossa cultura hoje? Talvez possamos comparar descobrir nossos dons espirituais ao interesse atual em testes de personalidade e perfis como o Eneagrama. O Eneagrama explora nove tipos diferentes de personalidade e fez bastante barulho nos círculos evangélicos. Kevin DeYoung corretamente adverte sobre os perigos do Eneagrama, explicando que é estranho às Escrituras em muitos aspectos. Russell Moore é simpático ao que DeYoung diz, concordando que o Eneagrama não é útil se abraçado completamente, mas acredita que ele pode ser usado como uma ferramenta para discernir e compreender os pontos fortes e fracos, assim como os desejos motivadores e inclinações de outros. Acho que podemos dizer algo semelhante sobre o processo de discernir os dons espirituais. Testes de Dons Espirituais? Ao longo dos anos, tem sido popular usar levantamentos de dons e questionários espirituais para ajudar os crentes a descobrir seus dons espirituais. O maior problema com essas ferramentas é que elas são uma abstração; podemos fazer esses testes e tentar descobrir nossos dons sem nos envolvermos na vida da igreja local. Quando usados ​​dessa maneira, os levantamentos de dons espirituais são artificiais e até mesmo enganosos. Eles são artificiais…
3 de agosto de 2018
Vida Cristã

Você Está Disposto a Ser Estrategicamente Incomodado? por Erik Raymond

Navegar na ética da vida à luz do reino de Deus é, muitas vezes, difícil. Pode ser como dirigir em uma ciclovia montanhosa com curvas fechadas. Considere, por exemplo, que você é livre em Cristo; esta é uma posição de tremenda liberdade. No entanto, às vezes, o que você tem o direito de fazer não é a melhor coisa a fazer. Às vezes, pode ser melhor, por causa do Evangelho, ser estrategicamente incomodado. Uma Pergunta (Capciosa) Sobre Impostos Um dia, os cobradores de impostos fizeram a Pedro uma pequena pergunta sobre esse assunto. Em Mateus 17:24 lemos: “Não paga o vosso Mestre as duas dracmas?” Ele antecipa a resposta positiva. Em outras palavras, você poderia dizer: "Seu mestre paga o imposto, certo?" O imposto aqui é o mesmo discutido em Êxodo 30:11-16. Foi imposto a todos os israelitas na época do censo. O dinheiro foi para apoiar o tabernáculo. Este imposto foi colocado com alguma controvérsia. Imagine isso, uma controvérsia sobre impostos. Os historiadores observam que, para alguns, o pagamento da taxa era uma questão de orgulho nacional, enquanto os saduceus se opunham a ela. Pedro responde com brevidade: "Sim". Mas quando chegam em casa, provavelmente na casa de Pedro, outra conversa acontece. E isso é entre Jesus e Pedro sobre o…
1 de agosto de 2018
Vida Cristã

Alguém Precisa do Seu Segundo Idioma por Nick Whitehead

Depois que eu terminei de ensinar um grupo de jovens na Costa Rica, meu pai (fluente em espanhol) graciosamente apontou para mim a razão pela qual dois adolescentes estavam rindo durante toda a minha palestra. Eu tinha acabado de passar a última hora repetindo uma palavra que, embora tecnicamente correta na tradução, tinha conotações inapropriadas (do tipo que garotos adolescentes não podem deixar passar). Embora eu tenha falado um pouco de espanhol durante toda a minha vida, ainda tenho que dominá-lo. Há dias que venho para casa, me dou tapinhas nas costas e digo: "Você realmente pegou o jeito agora". Mas esses dias são raros e espaçados entre si. Na maior parte do tempo, eu ando me sentindo um pouco derrotado enquanto repasso meus erros. Mas os estudantes de línguas não devem refletir muito sobre seus erros, lembrando-se de que Deus opera em nós - incluindo nossas fraquezas e erros - para querer e trabalhar para o seu prazer (Filipenses 2:13). Nossa motivação para continuar aprendendo não está na rapidez com que aprendemos, nem na eficácia com que nos comunicamos. Se este fosse o caso, eu teria desistido há muito tempo. Em vez disso, depois de mais de vinte anos de massacrar a língua espanhola, minha motivação…
27 de julho de 2018
Vida Cristã

8 Maneiras de Perder o Foco no Pequeno Grupo por Kristen Wetherell

Quinta à noite. Bíblias abertas. Seis homens da igreja local oram juntos. Um lê o Salmo 31 e aplica-o ao seu irmão. Um forte senso de dependência de Deus preenche a sala. Domingo depois do almoço. A igreja está quieta depois de uma manhã movimentada. As crianças brincam na sala ao lado, enquanto cinco casais se reúnem para discutir o sermão. Eles têm fome e sede juntos pela verdade de Deus. Pequeno grupo. Grupo em casa. Grupo de vida. Comunidade missional. Do que quer que você chame a reunião de um número íntimo de crentes fora do culto comunitário, o objetivo é o mesmo: companheirismo e encorajamento em torno da Palavra de Deus. No entanto, podemos facilmente perder o foco. Apesar de nossas melhores intenções, muitas vezes nos esquivamos e esquecemos a razão pela qual nos reunimos. Às vezes, preferimos buscar o que é mais fácil e mais confortável, mas essa abordagem carece de poder transformador para nos aproximar de Deus e do outro. Um grupo pequeno tem um objetivo e faríamos bem em não perder isso. Aqui estão oito caminhos nos quais, muitas vezes, perdemos o foco dos pequenos grupos. 1. Tornar a Bíblia Opcional. Considere a Bíblia como um acessório para um pequeno grupo, mas não o foco - como uma maneira de obter…
23 de julho de 2018
Vida Cristã

O Absoluto Horror dos Pequenos Pecados por Tim Challies

Você provavelmente já ouviu dizer que todo pecado é igual. Há alguns que argumentam que realmente não existem pecados grandes ou pecados pequenos, nenhuma distinção entre atos de depravação e meros pecadilhos. Essa acusação é facilmente respondida - a Bíblia muitas vezes distingue várias gradações de pecado, de modo que algumas são consideradas mais sérias que outras. A lei do Antigo Testamento, afinal, estabeleceu punições muito diferentes para os diferentes pecados. Mais tarde, Jesus distinguiu entre adultério e olhar lascivo ou entre raiva e assassinato. Mas isso não quer dizer que pequenos pecados não tenham importância e que eles não exibam depravação humana de uma maneira especial. Pequenos pecados revelam que estamos dispostos a nos rebelar contra Deus mesmo nos menores assuntos. Deixe-me fazer uma analogia com a paternidade. Como pais, às vezes pedimos aos nossos filhos que assumam grandes tarefas e às vezes pedimos que façam pequenas tarefas. Minha experiência de paternidade me diz que as crianças são tão propensas a expressar rebelião nas pequenas coisas quanto nas grandes. Eu meio que entendia se meu filho reclamava quando eu pedia para ele pintar a casa inteira. No entanto, pedir a ele para tirar o lixo, uma pequena tarefa que não levará mais de dois minutos, ainda é provável que…
18 de julho de 2018
Vida Cristã

Uma carta aberta a um anfitrião hesitante por Rosaria Butterfield

Querido amigo, Você está ocupado? Você é importante? Você trabalha em um horário apertado? Suas fronteiras são bem fortificadas? Essas não são, por si mesmas, coisas ruins. Mas elas se tornarão ídolos se você não acrescentar algo: hospitalidade cristã - o mandamento bíblico para se reunir de forma regular, transparente e sacrificial em lares durante uma refeição, reunindo-se com vizinhos e irmãos e irmãs da igreja e acolhendo estranhos. Deixe-me te contar uma história. Alguns anos atrás, um homem com um segredo sombrio se mudou para o outro lado da rua. Ele estava visivelmente frágil. Nós nos tornamos amigos lentamente, aos trancos e barrancos. Então, um dia, seu cachorro Tank desapareceu. Meus filhos fizeram cartazes, eu coloquei um anúncio no Nextdoor, e todos nós andamos quilômetros, procurando por um pit bull de cem libras que corria solto na vizinhança - para o terror e a fúria dos vizinhos. Mas Tank era gentil e amável e era necessário para o homem que o amava. Onde estão os cristãos para salientar que o pecado que nos desfará é o nosso próprio, não o do nosso vizinho? Depois que Tank foi encontrado, nossa amizade foi selada. Nós começamos a andar com nossos cães…
13 de julho de 2018