Livros

22 de julho de 2012
 

Calvino sobre 1 e 2 Tessalonicenses

Mais artigos de »
Escrito por: João Calvino
Tags:, ,
marca_dagua_banners2

A maior parte desta Epístola consiste de exortações. Paulo havia instruído os tessalonicenses na fé verdadeira. Contudo, ao ouvir que as perseguições estavam se intensificando ali,2 ele havia enviado Timóteo na esperança de animálos para a batalha, para que não dessem lugar ao medo, como tende a fazer a fraqueza humana. Tendo sido posteriormente informado por Timóteo com respeito à verdadeira condição deles, ele emprega vários argumentos para confirmá- los na constância da fé, bem como na paciência, caso fossem chamados a sofrer qualquer coisa pelo testemunho do evangelho. Ele trata destas coisas nos três primeiros capítulos.

No começo do capítulo quatro, ele os exorta, em termos gerais, à santidade de vida; em seguida, recomenda a benevolência mútua, e todos os ofícios que derivam dela. No entanto, próximo do fim, ele trata da questão da ressurreição, e explica de que modo todos seremos ressuscitados dentre os mortos. Por daqui se torna manifesto que havia alguns ímpios ou inconstantes que se esforçavam por perturbar a fé deles, apresentando inoportunamente muitas coisas frívolas. Por isso, na esperança de remover todo o pretexto para disputas loucas e desnecessárias, em poucas palavras ele os instrui quanto às idéias que deveriam entreter.

No capítulo cinco, ele os proíbe, ainda mais estritamente, de inquirir quanto aos tempos; mas os admoesta a estarem sempre atentos, para que não fossem pegos de surpresa pela vinda súbita e inesperada de Cristo. A partir daqui, ele passa a empregar várias exortações, e então conclui a Epístola.

Faça o Download (arquivo PDF)



Sobre o Autor

João Calvino
João Calvino
João Calvino, advogado, teólogo e reformador da Igreja no século 16, nasceu em Noyon, na Picardia, França, em 1509, e morreu em Genebra, Suiça, em 1564. Dotado de mente brilhante, dedicou seus talentos ao serviço de Cristo e de sua Igreja. Calvino destaca-se pela firmeza e precisão de suas convicções bíblicas e gigantismo de sua teologia. Não obstante, quando escrevia ou pregava, apresentava a mensagem do Evangelho com humildade, simplicidade, clareza e absoluta submissão às Escrituras.



 
 

 
marca_dagua_banners2

Política e púlpito: o que Deus requer?

Lançamento da Editora Monergismo.
por Felipe Sabino
 

 
 
marca_dagua_banners

Psychopannychia

Uma refutação do erro nutrido por algumas pessoas sem habilidade, que de forma ignorante imaginam que no intervalo entre a morte e o julgamento a alma dorme.
por João Calvino
 

 
 
marca_dagua_banners_a

O evangelho do Reino

Refutação do dispensacionalismo.
por Felipe Sabino
 

 

 
marca_dagua_banners_la

A palavra não escrita

A poesia de Jorge F. Isah nasce carregada de enlevo hermético.
por Jorge Fernandes sah
 

 
 
marca_dagua_banners_rosa

A linguagem do amor

Um correspondente perguntou-me recentemente (em um tom um tanto acusatório) por que gasto tanto tempo escrevendo sobre as questões do movimento LGBT.
por Carl Trueman