Ministério da Igreja

26 de dezembro de 2013
 

Dois ou Três Ofícios?

Mais artigos de »
Escrito por: G. I. Williamson
Tags:,

Como você indubitavelmente sabe, há muito existe uma diferença de opinião entre os Reformados quanto ao número de ofícios permanentes na Igreja. Alguns têm sustentado o que tem sido chamado a visão dos “três ofícios”. Essa visão não defende a existência do ofício de evangelista, mas vê o ofício do ministro da Palavra como distinto do presbítero regente e diácono. Outros sustentam que existem apenas dois ofícios — presbíteros e diáconos — mas que dentro do ofício de presbítero há uma divisão de trabalho. Estou inclinado a essa segunda visão por suas razões básicas.

[Leia o arquivo inteiro em PDF]

Faça o Download (arquivo PDF)



Sobre o Autor

G. I. Williamson
G. I. Williamson
Gerald Irvin Williamson, nascido em 1925, é ministro presbiteriano e autor de diversos livros. Após 50 anos de ministério em diversas denominações reformadas, mas principalmente na Orthodox Presbyterian Church, da qual ele é membro atualmente, o Rev. Williamson aposentou-se do pastorado.



 
 

 

Política e púlpito: o que Deus requer?

Lançamento da Editora Monergismo.
por Felipe Sabino
 

 
 

Psychopannychia

Uma refutação do erro nutrido por algumas pessoas sem habilidade, que de forma ignorante imaginam que no intervalo entre a morte e o julgamento a alma dorme.
por João Calvino
 

 
 

O evangelho do Reino

Refutação do dispensacionalismo.
por Felipe Sabino
 

 

 

A palavra não escrita

A poesia de Jorge F. Isah nasce carregada de enlevo hermético.
por Jorge Fernandes sah
 

 
 

A linguagem do amor

Um correspondente perguntou-me recentemente (em um tom um tanto acusatório) por que gasto tanto tempo escrevendo sobre as questões do movimento LGBT.
por Carl Trueman