Vida Cristã

12 de setembro de 2012
 

A Paidéia no Novo Testamento

Mais artigos de »
Escrito por: Hermisten Maia
Tags:
marca_dagua_banners_ch

Dentro da Antropologia bíblica, homem e mulher foram criados à imagem e semelhança de Deus (Gn 1.26-27). Os termos imagem e semelhança usados no texto de Gênesis, são entendidos como sinônimos, sendo empregados para se referirem, de forma enfática, ao ser humano como um todo, com todas as suas características essenciais; uma “verdadeira imagem”. Portanto, as duas palavras são simplesmente explicativas uma da outra; uma define a outra, denotando uma semelhança exata, correspondendo ao original divino.

Assim sendo, o homem e mulher não foram feitos da mesma substância de Deus, apenas foram-lhe concedidos alguns de Seus atributos.

A imagem e semelhança refletem em Adão, características próprias através das quais ele poderia relacionar-se consigo mesmo, com o mundo e com Deus. A imagem de Deus é uma precondição essencial para o seu relacionamento com Deus, e expressa, também, a sua natureza essencial: o homem é o que é por ser a imagem de Deus: não existiria humanidade senão pelo fato de ser a imagem de Deus; esta é a nossa existência autêntica e toda inclusiva. A imagem de Deus não é algo colado ou anexado a nós podendo ser tirado ou recolocado. Antes, é algo essencial ao nosso ser. Portanto, o homem não simplesmente possui a imagem de Deus, como algo externo ou acessório, antes, ele é a própria imagem de Deus.

Uma das características do homem como imagem de Deus é a personalidade: O homem foi criado como um ser pessoal que tem consciência e determinação própria; diferentemente de todos os outros animais, faz distinção entre o eu, o mundo e Deus; daí a capacidade de se relacionar com Deus (Gn 3.8-14) e com seu semelhante (Gn 3.6), podendo entender a vontade de Deus, fazer-se entender e avaliar todas as coisas. (Gn 1.28-30; 2.18,19).

As Escrituras também falam da desobediência de nossos primeiros pais, conduzindo-os à morte espiritual, o afastamento de Deus, perdendo assim, o discernimento espiritual. O homem não deixou de ser imagem de Deus, contudo, esta imagem ficou obscurecida, distorcida. Assim, a mensagem veterotestamentária aponta para o Novo Testamento, para aquele que restauraria a imagem de Deus no homem: Jesus Cristo.

Faça o Download (arquivo PDF)



Sobre o Autor

Hermisten Maia




 
 

 
marca_dagua_banners_la

Santidade de Deus & santidade do homem

INTRODUÇÃO: A idéia bíblica de santo e santidade é de se separação. Conforme o emprego comum das Escrituras, “Santificar” significa separar algo do uso comum para um uso exclusivo, peculiar; os termos bíbl...
por Hermisten Maia
 

 
 
marca_dagua_banners_ve

O Messianismo do Padre Vieira e a Inquisição

Antônio Vieira nasceu em Lisboa, Portugal, em 6 de fevereiro de 1608, provindo de uma família modesta, sendo o primogênito entre seis irmãos. Seus pais, Cristóvão Vieira Ravasco e D. Maria de Azevedo, mudaram-se em 1614...
por Hermisten Maia